Sandra Felgueiras leva 2 jornalistas da RTP consigo para a CMTV

Na hora de fazer o balanço dos seus 21 anos na RTP, Sandra Felgueiras deixou a emoção falar sem perder a razão que a levou à sua saída da estação pública. Com ela leva dois jornalistas do “Sexta às 9”, que eram falsos recibos verdes: Inês Subtil e Luís Vigário.

“Ao cair do pano, o comum dos mortais veria nesta foto apenas um estúdio vazio.Mas não. Ao cair do pano, mais uma vez, a cada noite ali esteve, como está sempre, ao fundo, num fundo escuro e sombrio, a minha equipa. Desta vez, unida em lágrimas!

Não há nenhuma foto que possa explicar melhor o que aqui vivemos: a emoção, a dedicação, o profissionalismo, o empenho em garantir que tudo o que ia para o ar, ia bem. Ia com qualidade. Sem cedências. Com verdade. Rigor. Humanidade. E sempre com toda a deontologia, nunca deixando de ouvir todas as partes.

Parece simples? Não é. Nem nunca foi. E por isso tantos fugiram deste espaço de liberdade. Cansados. Exaustos. A perguntarem-me: “como aguentas, tu?”.

Aguentei 10 anos. E a resposta está no abraço que aqui vêem.A paixão pelo jornalismo, o verdadeiro, o que não deixa nada por escavar, não morre! Nem morrerá!Se o deixasse morrer, estaria a abdicar de mim e da pessoa que sou desde que me conheço.

Cresci e sou o que vêem graças a profissionais incríveis de televisão.Ontem, muitos deles, estiveram lá comigo, no fim, a aplaudir. Um aplauso emocionado que me deixou sem palavras porque tudo o que queria destes enormes profissionais da RTP, eu já tinha: a sua amizade e a sua compreensão.Levo-os no meu coração. A todos.Como levo especialmente a minha equipa. Dois deles (em 5), Inês Subtil e Luís Vigário, são, ainda hoje falsos recibos verdes na RTP.Nem a precariedade lhes travou a coragem na hora de dizer a verdade. Porque a alma do Sexta às 9 está muito para além de um programa único de televisão. No jornalismo e na vida, a nossa missão foi e é a verdade. Um estilo de vida. Uma forma de estar. Sem cedências. Com coragem e verticalidade.Tal como no nosso longo percurso profissional, ajudámos a resgatar afegãos e a tirar da cadeia muitas pessoas inocentes, também aqui, ninguém deixará ninguém para trás.

A vida não me leva para longe e eu estarei sempre a observar. Além disso, todos sabem que o silêncio não me assenta, e não me assentará na hora de defender o justo contra o injusto.

Neste abraço, selamos a amizade que temos. Despedimo-nos das loucas sextas-feiras vividas nesta régie.Uma régie onde nenhum deles me deixou nunca sozinha, apesar da sua função terminar muitas horas antes, todas as semanas.

Ao longo dos últimos anos, cada um deles, trabalhou 14 a 16 horas por puro amor à camisola. Ao jornalismo. E a mim.

A minha despedida é uma ode a pessoas com este carácter. Porque um bom comandante nunca abandona o navio mesmo quando tem…de trocar de navio. ❣, escreveu Sandra Felgueiras

8 thoughts on “Sandra Felgueiras leva 2 jornalistas da RTP consigo para a CMTV

Add yours

  1. Neste país, por muito que digam que existe um jornalismo sério, é completamente falso. A verdade é escondida conforme der jeito e segundo ordens superiores, se não cumprirem quer seja no jornalismo, quer seja noutra área qualquer, diz a verdade nua e crua, é imediatamente afastada, directa ou indiretamente. Aliás tem-se constatado com a história da pandemia, tanta coisa escondida e calada. Felicidades para a Sandra Felgueiras e tudo de bom para o futuro que se avizinha, para si e seus colegas. 👍

      1. Obrigada, grande Senhora da comunicacao. Uma profissional de excelencia
        que o seu exemplo floresca e contagie outros profissionais para esta sociedade tao deficitaria de valores.
        obrigada ainda pelo seu contributo para tornar um mundo melhor

  2. É jornalismo como este sério que nós precisamos, nunca me enganei. Onde um comentário um programa é Sandra Felgueiras eu não perdia e não vou perder nunca. Obrigado .

  3. Que a equipa siga agora outro caminho sempre com o mesmo amor ao Seu Desempenho, agradeço na Pessoa da Grande Jornalista Sandra Felgueiras, as noites de Informação de Investigação que eu nunca perdi durante dez anos.
    É triste uma televisão pública, que todos os contribuintes ajudam a que se faça um Bom Trabalho, deixe assim sair , como quem arruma uma vassoura e até amanhã, não, não é isso que os portugueses esperam de um Serviço Público .
    Um Abraço a Todos Vós e muito obrigada.
    Maria Adelina Querido Paulino Bombarda de Sá

    1. As minhas saudações amigas. Apenas para dizer que, apoio a Sandra. É na realidade uma boa comunicadora, como jornalista. DeDesejo

  4. Grande jornalista concertesa incomodava muita gente dai a sua saida neste país as pessoas que falam verdade mexem com grandes lobis ha que os afastar

Deixa o teu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑