COVID-19: Marta Silva é Operadora de loja: "Os clientes gritam connosco. Roubam os carrinhos uns dos outros"

Numa entrevista à Nova Gente, Marta Silva, de 30 anos de idade, trabalha num supermercado e, nos últimos dias, chega a casa e desata a chora junto do marido.

O Motivo?

Tudo o aquilo que tem vivido nos últimos dias no seu local de trabalho.

Antes de abrir a loja aos clientes, há muito para fazer, como conta: “Tem sido muito difícil. A sensação que temos é que estamos num daqueles filmes de terror. Estive uns dias a fazer a abertura da loja, ou seja, a entrar às 6h30. Quando chegava tinha o meu sector totalmente vazio e as paletes, que num dia normal são abertas uma de cada vez, vão diretamente para dentro da loja para começar a encher tudo o que é prateleira. Começo a ver que o sol já nasceu e a ansiedade a crescer ao ritmo da fila lá fora, ainda antes da porta abrir. Temos uma pausa para tomar o pequeno almoço e encher-mo-nos de força, mas ainda tenho tanto para fazer que mal mastigo e lá vou eu de novo. Ansiosa.”

Deixa o teu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s