Fernando Mendes (RTP) não dá hipótese a Andreia Rodrigues (SIC)

O Preço Certo continua de pedra e cal no primeiro lugar das audiências às 19h00

Desde que estreou os diários do programa “Amigos Improváveis” no horário entre as 19horas e as 20h00, Andreia Rodrigues ainda não conseguiu dar a liderança das audiências à SIC.

Ontem, Fernando Mendes continuou líder absoluto de audiências com o seu “Preço Certo” que registou 10,1% de rating e 23,2% de share.

A SIC ficou-se pelos 8,3% de rating e 18,8% de share com “Amigos Improváveis – Diário”, o programa apresentado por Andreia Rodrigues.

A TVI continua a aproxima-se à SIC com o concurso “Ver P´ra Crer” que registou 6,5% de rating e 14,7% de share.

NOTA: os dados aqui apresentados são da responsabilidade da CAEM/Gfk. (Dados Live+Vosdal)

Cristina Ferreira na RTP fez mossa à SIC e TVI

Cristina Ferreira foi à RTP!

A Saloia da Malveira foi convidada para participar no programa da RTP, “5 Para a Meia-Noite” desta quinta-feira e o resultado nas audiências do canal público aumentaram.

O regresso do formato às noites da RTP1 bateu um novo recorde, graças à presença de Cristina Ferreira. “5 Para a Meia-Noite” registou 4,9% de rating e 14,8% de share.

Este resultado nas audiências fez com que a TVI ficasse em último lugar durante todo o tempo em que o late night da RTP esteve no ar.

A telenovela da SIC, a brasileira “A Dona do Pedaço” também foi afectada com a presença de Cristina Ferreira na emissão da RTP1, que registou uma audiência mais baixa do que o costume: 5,2% de rating e 18,% de share. Já a telenovela “A Prisioneira II” da TVI registou 5,1% de rating e 13% de share.

O minuto mais visto do “5 Para a Meia-Noite” aconteceu às 22h59, registando 6,8% de rating e 17% de share.

NOTA: os dados aqui apresentados são da responsabilidade da CAEM/Gfk. (Dados Live+Vosdal)

"Amigos Improváveis" da SIC ainda não foi líder às 19h00

SIC continua a fracassar às 19h00

É a nova aposta do canal de Balsemão para o horário entre as 19h00 e as 20h00 mas, até agora, os “Amigos Improváveis” ainda não venceram uma vez sequer, o “Preço Certo” da RTP1.

No primeiro lugar do pódio surge a RTP1 e Fernando Mendes com “O Preço Certo” com 10,9% de rating e 24,9% de share.

O novo programa de Andreia Rodrigues registou 8,9% de rating e 20,2% de share, ocupando o segundo lugar do pódio.

“Ver P´ra Crer” de Pedro Fernandes entregaram o terceiro lugar do pódio à TVI com 5,2% de rating e 11,8% de share.

NOTA: os dados aqui apresentados são da responsabilidade da CAEM/Gfk. (Dados Live+Vosdal)

"Jornal da Noite" da SIC dispara e arrasa RTP e TVI

Jornal da Noite líder

O informativo das oito da noite da SIC continua a ser o líder de audiências em Portugal. Ontem, terça-feira, o “Jornal da Noite” bateu mais um recorde: 13,2% de rating e 25,6% de share.

O “Telejornal” da RTP1 segurou o segundo lugar do pódio com 9,5% de rating e 18,5% de share.

A TVI ocupou o terceiro lugar do pódio com o seu “Jornal das 8” que registou 8,1% de rating e 15,4% de share.

NOTA: os dados aqui apresentados são da responsabilidade da CAEM/Gfk. (Dados Live+Vosdal)

"O Preço Certo" foi o segundo programa mais visto do país na sexta-feira

Fernando Mendes demolidor!

O concurso da RTP1 continua a ser o rei dos finais de tarde em Portugal.

Na passada sexta-feira marcou quase o dobro da SIC e da TVI.

“O Preço Certo” registou 12% de rating e 26,5% de share, sendo o segundo programa mais visto do dia no país.

A SIC surge no segundo lugar do pódio com o programa “Não Há Crise” que alcançou 6,3% de rating e 13,9% de share.

A TVI surge no terceiro lugar do pódio com 6,1% de rating e 13,4% de share com a exibição do concurso “Ver P´ra Crer”.

NOTA: os dados aqui apresentados são da responsabilidade da CAEM/Gfk. (Dados Live+Vosdal)

Nuno Santos troca Canal 11 pela TVI e substitui Felipa Garnel

Nuno Santos na TVI

Depois da SIC ter anunciado a contratação de Ricardo Araújo Pereira, a TVI anunciou a contratação de Nuno Santos para substituir Felipa Garnel.

COMUNICADO DA TVI:

Nuno Santos vai assumir a Direção de Programas da TVI nas próximas semanas, substituindo Felipa Garnel que vinha assumindo essa função nos últimos meses.

Nuno Santos é um dos mais experientes profissionais de televisão em Portugal, tendo iniciado o seu percurso como jornalista e pivot de televisão na década de 90, integrando o núcleo fundador da SIC, a primeira estação privada em Portugal. Foi também o primeiro Diretor da SIC Notícias.

No seu percurso profissional está ainda a direção de programas e de conteúdos da RTP, onde também desempenhou as funções de diretor de informação.

Após a sua saída do operador público, Nuno Santos abraçou um desafio internacional, tendo assumido a direção de conteúdos na Multichoice, plataforma multinacional de conteúdos, de origem sul-africana.

Antes de assumir a direção-geral do Canal 11, lançado no ano passado pela Federação Portuguesa de Futebol, Nuno Santos dirigiu ainda a unidade de negócio da The Story Lab  produtora e distribuidora, com sede em Londres, pertencente ao universo da Dentsu Aegis Network.

Para Nuno Santos, «ter a oportunidade de liderar a programação na TVI e ajudar a acelerar a transformação digital do meio televisivo de língua portuguesa é o desafio mais estimulante do Mercado dos Media. 2020 será um ano de mudança. A TVI será diferente e inovadora. Estará na vida dos Portugueses. Conto com todos. Conto com a experiência dos que estão e com a irreverência dos que vão chegar». 

A Media Capital gostaria de agradecer à Felipa Garnel que, nestes últimos meses, deu o seu melhor, num momento muito particular, para que a TVI continue a manter a preferência de milhões de portugueses. Gostaria ainda de agradecer toda a colaboração da Federação Portuguesa de Futebol, parceiro de negócios da Media Capital, que na gestão deste processo, sempre mostrou uma postura de total lisura e colaboração.

Ricardo Araújo Pereira troca TVI pela SIC

Ricardo Araújo Pereira regressa à SIC

Depois de ter trocado a SIC pela a RTP e a RTP pela TVI, Ricardo Araújo Pereira está de volta à SIC.

“O Daniel Oliveira fez-me o convite logo após ter tomado posse, creio eu. Portanto, há mais de um ano. Mas eu tinha um compromisso verbal com o Sérgio Figueiredo para fazer o “Gente Que Não Sabe Estar” semanal no primeiro semestre de 2019 e diário na altura das eleições, pelo que só depois disso é que fiquei livre para negociar”, contou Ricardo Araújo Pereira à revista “Visão”.

O humorista dos Gato fedorento garante ainda que foi “bem tratado na TVI. O Sérgio Figueiredo foi um director irrepreensível: sempre presente para resolver problemas, mas sem nunca interferir no processo criativo, concedendo total liberdade “.

"O Preço Certo" esmaga SIC e TVI no penúltimo dia do ano de 2019. E ainda: TVI faz SIC tremer

Fernando Mendes está imparável!

No dia de dezembro, Fernando Mendes não deu qualquer hipótese à SIC e à TVI.

“O Preço Certo” alcançou 10,9% de rating e 25,1% de share, sendo o programa número no horário entre as 19h00 e as 20h00.

A SIC segurou, à rasca, o segundo lugar do pódio tendo sido ameaçada pela TVI.

Às 19h00 a SIC emitiu “Não Há Crise” que registou 7% de rating e 15,6% de share.

A TVI, que fez tremer a SIC, emitiu o concurso “Ver P´ra Crer” que registou 6,5% de rating e 14,4% de share.

NOTA: os dados aqui apresentados são da responsabilidade da CAEM/Gfk. (Dados Live+Vosdal)

SIC acaba 2019 em último lugar e começa 2020 atrás da RTP1 e da TVI

Ups! SIC trocada pela TVI e RTP1

E no dia 31 de dezembro de 2019, quando o relógio marcava 23h59, os telespectadores mudaram para a TVI que passou para a liderança nos momentos finais do ano 2019 e a manteve nos primeiros minutos do ano novo 2020.

A TVI marcou 10,6% de rating e 28,2% de share, ocupando o primeiro lugar do pódio.

A RTP1 surgiu no segundo lugar do pódio com 8,1% de rating e 21,5% de share.

A SIC surge no último lugar com 7,2% de rating e 19,2% de share.

NOTA: os dados aqui apresentados são da responsabilidade da CAEM/Gfk. (Dados Live+Vosdal)

Os 5 Jornalistas mais temidos pelos políticos portugueses!

Os 5 Jornalistas mais temidos!

Os políticos portugueses fogem deles a sete pés. E, se acederam uma vez a serem entrevistados por eles, à segunda já não aceitaram o convite.

A equipa da VOX POP TV reuniu-se e elegeu o top 5 dos jornalistas portugueses que os políticos portugueses mais temem em encontrarem como entrevistadores.

1 – Manuela Moura Guedes

Afastada da televisão por duas vezes, primeiro na TVI e depois na SIC, segundo a própria, por razões políticas, a jornalista Manuela Moura Guedes começou a ter dificuldades em ter convidados para serem entrevistados no “Jornal Nacional de Sexta” por não deixar nada por perguntar e por expremer quem se sentava na cadeira para responder às suas perguntas.

2 – José Rodrigues dos Santos

Por duas vezes foi Director de Informação, por duas vezes teve de se demitir por vários tipos de pressões e tentativas de corrupção, segundo já fez questão de relatar em várias entrevistas. Na segunda vez que se demitiu do cargo de director foi alvo de um processo disciplinar levantado pelo então Presidente da RTP, Almerindo Marques, com o objectivo de ser demitido. Entretanto, Almerindo Marques é afastado da presidência da RTP e o processo disciplinar ao pivot do Telejornal é arquivado.

Conduziu o espaço de comentário protagonizado José Sócrates nas noites de domingo e não deixou de perguntar aquilo que os portugueses queriam ver respondido. Resultado: irritou José Sócrates que saia do estúdio da RTP bastante irritado com José Rodrigues dos Santos.

3 – Ana Leal

Começou a dar visibilidade ao jornalismo de investigação em Portugal e depressa ganhou inimigos. Do seu Currículo na área de investigação, destacam-se várias reportagens, como o caso da Associação “Raríssimas” que abanou o governo e o ex-ministro Vieira da Silva que, apesar do escândalo, não se demitiu, nem foi demitido, continuando no cargo até à constituição do novo governo formado em setembro deste ano.

4 – Sandra Felgueiras

É o rosto do jornalismo de investigação da RTP e, recentemente teve um ´bate-boca’ com o secretário de estado João Galamba nas redes sociais, que mais tarde recebeu em estúdio para se explicar devido às porpoções da notícia dos “Sexta às 9” sobre o lítio alcançou no país.

Recentemente acusou a direcção de informação da RTP, liderada pela jornalista Maria Flor Pedroso, de ingerências no regresso do formato e de interferir nas investigações do programa que apresenta semanalmente no Canal 1 da estação pública.

5 – Alexandra Borges

Também na área do jornalismo de investigação, a jornalista Alexandra Borges não foge à regra, e também ela é temida pelos políticos devido às várias reportagens que já fez e denunciou casos nos serviços da função pública e não só. Já foi ameaçada depois da exibição de várias reportagens assinadas por si.

Tourada em Portugal teve mais público em 2019

Corridas de Toiros

Fechada a época de Touradas em Portugal, é hora de fazer contas.

Em 2019 houve mais Corridas de Toiros e mais público a ir ver este tipo de espectáculo.

Quem o afirma é a PróToiro-Federação Portuguesa de Tauromaquia, que em Comunicado diz que este ano houve “uma subida de 7%” face a 2018 (440 mil), sendo o valor de 2019 o mais elevado dos últimos 5 anos

“Neste ano registaram-se 207 espectáculos, uma subida em relação aos 202 de 2018. O número médio de espectadores em Corridas de Toiros ascende às 2793 pessoas, o que representa um acréscimo de 442 pessoas face à média dos últimos 20 anos. A vitalidade da Tauromaquia em Portugal fica também espelhada nos resultados obtidos na transmissão televisiva de quatro corridas (3 na RTP e 1 na TVI) tendo obtido uma media acumulada de 1 milhão e 800 mil telespectadores

“Após três anos de crescimento, a retoma do sector é já uma realidade. Trata-se de um sector cultural socialmente responsável, promotor da biodiversidade e da mitigação das alterações climáticas, gerador de riqueza e emprego, sendo uma das expressões únicas da cultura portuguesa. Perante os ataques de alguns partidos contra a tauromaquia, a resposta dos portugueses foi dada indo às praças de norte a sul. Uma resposta clara de afirmação da liberdade e respeito dada pelos portugueses, em defesa da nossa cultura, que deveria ser entendida pelo Governo ”, diz Hélder Milheiro, Secretário-Geral da PróToiro, citado no comunicado.

Esta informação foi reunida pela PróToiro, que diz ter sido conseguida com base no cruzamento dos dados da Associação Nacional de Toureiros e da Associação Portuguesa de Criadores de Toiros de Lide.

VOX POP TV / Público

Marina Mota troca SIC pela TVI

Marina Mota regressa à TVI

A actriz tem estado na SIC desde 2016, onde fez parte do elenco de três telenovelas mas, agora vai regressar ao canal de Queluz de Baixo.

Marina Mota vai entrar na nova telenovela da TVI, que tem o nome provisório de “Vitória”.

Esta telenovela vai contar ainda com Eunice Muñoz, Ana Bustorff, Luís Esparteiro, Maria José Paschoal, Sara Barradas, Pedro Teixeira, Ana Sofia Martins, Isaac Alfaiate, entre outros.

SIC: Eunice Muñoz dá nega a Daniel Oliveira

Eunice Muñoz

Era um dos desejos do director da SIC mas, ainda não é desta vez que o consegue concretizar.

Daniel Oliveira queria levar Eunice Muñoz para a ficção da SIC mas a consagrada actriz preferiu continuar na TVI.

Aos 91 anos de idade, Eunice Muñoz vai fazer parte do elenco principal da nova telenovela da TVI, com o nome provisório de “Vitória”. A actriz começou a gravar esta semana.