Maria Vieira diz que não perdoa Ana Bola

Parrachita sobre Ana Bola

A actriz continua de costas voltas com a colega Ana Bola e assim vai continuar.

Foi recentemente numa entrevista ao programa “Você na TV”, na TVI, que Maria Vieira disse que não esquece o que Ana Bola disse sobre ela e que jamais irá esquecer.

Veja o vídeo: “Não esqueço nunca o que ela me fez”

Maria Vieira diz que Messi é o melhor do mundo

A Parrachita voltou!

Maria Vieira está de regresso ao facebook após ter estado, mais um vez, bloqueada durante 1 mês, sem poder utilizar a referida rede social.

Após 30 dias de castigo, a actriz decidiu falar no vencedor da Bola d´Ouro que ontem foi entregue a Lionel Messi.

Maria Vieira tece vários elogios ao jogador argentino e diz que ele é “o melhor do mundo”.

“Eu gosto muito do Messi. Sempre gostei. Até acho que ele podia ser meu filho (altura para isso não lhe falta) mas infelizmente, não tive essa sorte…
No entanto, mesmo não sendo mãe dele, fiquei ontem muito feliz ao vê-lo receber mais este troféu (o sexto da sua brilhante carreira) de Melhor Futebolista do Mundo, pois na minha opinião ele é de facto o Melhor Futebolista do Mundo, ainda que a minha opinião, apesar de coincidir com a de todos aqueles que o elegeram, valha o que vale.
O Messi é magia pura, é talento inato, é humildade sincera e é discrição sóbria, e é por tudo isso que ele é o Melhor Futebolista do Mundo e até agora, o Melhor de Todos os Tempos.
O Pelé, o Maradona, o Ronaldinho Gaúcho, o Ronaldo Fenómeno, o Eusébio e o Cristiano Ronaldo, todos eles foram (o português ainda é) grandes futebolistas, mas o Messi é aquele que mais surpreende e aquele que mais encanta o mundo inteiro.

Parabéns meu filho…

P.S. Hoje ainda pensei escrever qualquer coisa sobre a Greta, mas depois de ver aquela triste e demente grupeta de 93 pessoas que a esperavam na doca de Stº Amaro, cheguei à conclusão que não valia a pena. Já ninguém (com cérebro) liga à Greta. Ela já foi chão que deu uvas…” – escreveu

Foto que Maria Vieira utilizou para ilustrar o seu texto no facebook

Polémica: Maria Vieira responde a João Fernando Ramos

Polémica

Está instalada a polémica entre a actriz Maria Vieira e o jornalista da RTP, João Fernando Ramos.

Em causa está uma crítica do pivot da estação pública dirigida à actriz, na qual a classificou de “figureta”.

Perante isto, Maria Vieira disparou um ataque ao jornalista da RTP:

” Fiquei hoje a saber (através de mensagem privada) que o jornalista da RTP e pivô do «Jornal 2» – João Fernando Ramos – resolveu fazer um comentário infeliz sobre a minha pessoa na caixa de comentários de um “site” sobre notícias de televisão (VOX POP TV) a propósito da minha última publicação sobre a lamentável e vergonhosa entrevista que o Paulo Dentinho foi fazer (à custa do erário público) ao criminoso Lula da Silva, que se encontra a cumprir pena de prisão na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, no Brasil.
Ora a dada altura do seu infeliz comentário, o pivó do telejornal da RTP2 resolveu apelidar-me de «Figureta» e cabe-me agora dizer que se eu fosse uma feminista radical como, por exemplo, a Joacine Katar do LIVRE, poderia perfeitamente acusar o João Fernando Ramos de ser um valente misógino, tendo em conta que ele parece gostar de ofender mulheres publicamente!!!
Mas como eu não sou feminista e muito menos feminista radical, limito-me apenas a sublinhar e a concordar plenamente com outra parte do seu triste comentário, onde ele afirma que “a sua curta inteligência” não consegue entender porque é que a comunicação social dá “corda” a uma “Figureta” como eu!!!
E fico assim a saber que é para ser insultada e para testemunhar que um jornalista da RTP sugere publicamente que devo ser silenciada, que eu e todos os contribuintes portugueses pagamos o salário a estes avençados socialistas da RTP que já pensam estar a viver na Venezuela da Europa, onde a liberdade de expressão só é permitida aos marxistas e aos colaboradores do governo socialista que trabalham nas instituições do Estado!
Já agora, aproveito e sugiro a todos os meus amigos e simpáticos seguidores virtuais que vão lá fazer uma visitinha à tal «VOX POP TV» e que deixem algumas palavras de amor, de carinho e de incentivo fofinho pelo jornalista e pivô do “Jornal 2” que, coitado, apresenta um telejornal que é visto por quase 54 tele-espectadores todos os dias!
Isto há coisas que não lembram ao Capeta!🤣 “
– escreveu Maria Vieira

Foto: facebook de Maria Vieira

Entretanto, o jornalista João Fernando Ramos decidiu apagar o comentário que tinha feito sobre Maria Vieira, depois de vários apoiantes da actriz o atacarem com vários comentários menos simpáticos.

Última Hora: Maria Vieira arrasa RTP

Última Hora

A actriz Maria Vieira acaba de arrasar a estação pública, onde a principal área visada foi a informação.

Num texto bastante longo, Parrachita fala da entrevista a Lula da Silva e do programa Sexta às 9:

Ontem à noite, a RTP transmitiu uma entrevista com o presidiário Lula da Silva que teve lugar na cadeia onde ele está apodrecendo, em Curituba. Ou seja, a emissora de televisão gerida e controlada pelo Estado português, uma emissora que é sustentada pelos impostos dos contribuintes do meu país, resolveu enviar ao Brasil um jornalista pago com o meu dinheiro para entrevistar um ladrão da pior espécie, um criminoso condenado em Segunda Instância, sobre o qual continuam pendendo ainda mais seis processos de corrupção e lavagem de dinheiro que continuam aguardando julgamento!!!
Antes de mais, como é que é possível que um ladrão encarcerado, possa conceder entrevistas a orgãos de comunicação social? Será que a seguir o jornalista Paulo Dentinho vai entrevistar algum pedófilo preso na cadeia de Bangu, um assassino de mulheres detido numa choça de São Paulo, ou um ladrão de velhinhos numa pildra de Porto alegre?
A RTP, uma estação de televisão completamente dominada pelo Partido Socialista (a suspensão do programa “Sexta Às Nove”, da jornalista Sandra Felgueiras, nas vésperas das eleições, é mais uma prova disso mesmo) uma estação de televisão cuja Directora de informação (pasme-se) é familiar do actual Primeiro Ministro de Portugal, prefere entrevistar um criminoso justa e devidamente condenado, que foi ex-presidente do Brasil, do que entrevistar o actual presidente daquele país que foi democraticamente eleito pela esmagadora maioria do povo brasileiro!!! Isto só visto, porque contado ninguém acreditaria!
Durante a referida entrevista, o criminoso Lula da Silva afirmou-se inocente, ofendeu o presidente Jair Bolsonaro, contou um rol de mentiras sobre o mesmo e acusou Sérgio Moro, ex-juiz e actual Ministro da Justiça do Brasil, de ser um mentiroso, entre outras barbaridades regurgitadas na Cara de Paulo Dentinho!!!
Se eu estivesse nos sapatos do Bolsonaro, cortaria de imediato as relações diplomáticas com o governo português e no seguimento da sua maravilhosa e hilariante recusa em assinar e ratificar o Prémio Camões que Portugal resolveu atribuir ao comunista/milionário Chico Buarque, só para ser mais fofinho, negaria ainda qualquer tipo de financiamento público brasileiro para encher mais os bolsos desse cantor socialista/caviar!

Maria Vieira arrasa Maria do Céu Guerra

Maria Vieira não perdoa discurso da colega

Depois da actriz Maria do Céu Guerra ter falado na actriz brasileira Fernanda Montenegro, durante o seu discurso na gala dos Globos de Ouro da SIC, onde referiu que a sua colega de profissão “está no Brasil em dificuldades e a ser insultada por um governo que não merece aquele país” , Maria Vieira saiu em defesa do Presidente Bolsonaro, criticando Maria do Céu Guerra:

“Maria do Céu Guerra “dixit”: “… tenho de me lembrar da minha querida amiga Fernanda Montenegro, que está no Brasil em dificuldades e está a ser insultada por um governo que não merece aquele país”.
Não, minha cara e estimada Maria do Céu Guerra. A reputada e talentosa actriz brasileira – Fernanda Montenegro, não está a ser insultada pelo governo brasileiro, nem está a ser vítima de qualquer tipo de censura! O Brasil é um país democrático, cujo presidente da república foi eleito democraticamente pela esmagadora maioria do povo brasileiro, ao contrário de Portugal, que tem um primeiro ministro que não foi eleito pelos portugueses!
A Fernanda Montenegro, exercendo o seu direito à saudável liberdade de expressão que vigora nos países democráticos, resolveu tomar uma posição política contra o governo brasileiro, dando a entender que vive num pais onde se queimam livros e «bruxas» e por essa sua posição ela foi democrática e legitimamente criticada não só pelo Director Roberto Alvim que é o actual responsável pelo Centro de Artes Cénicas da Funarte como por milhões de brasileiros que têm todo o direito de não concordar com a senhora, por muito prestígio que ela tenha e apesar de todo o respeito que ela inspira. E é assim que as coisas funcionam em democracia. Se a Fernanda Montenegro vivesse numa ditadura, ela jamais diria o que disse e jamais veria publicada a foto que fez, pois dessa forma seria imediatamente presa, como de resto acontece actualmente em países como a Venezuela, ou como Cuba, Nicarágua, Coreia do Norte ou China!
Eu é que vivo num país cujo regime socialista censura de forma cobarde e sub-reptícia todos aqueles que se lhe opõem; eu, apesar dos meus quase 40 anos de carreira como actriz, é que não trabalho no meu país desde 2017, eu é que fui convidada recentemente para integrar um projecto televisivo que me vi obrigada a recusar porque me foi sugerido que depois de aceitar esse tal convite, deveria deixar de publicar as minhas opiniões políticas aqui na minha página de Facebook, eu é que sou perseguida, ostracizada e atacada por grande parte da comunicação social e por gente que pertence à minha própria classe profissional, porque a dada altura da minha vida resolvi assumir publicamente que sou uma mulher e uma actriz conservadora e de Direita!
Não, minha cara e estimada Maria do Céu Guerra, a Fernanda Montenegro não está em dificuldades no Brasil, porque ela, aos 90 anos de idade, continua a fazer televisão, cinema e teatro, no país democrático onde vive e porque nesse país onde ela nasceu e tem a sorte de viver, ela ganha mais num ano do que a maior parte dos actores portugueses ganham em toda a sua vida…
Falar sim, opinar sempre, mas sempre com coerência, com isenção e com verdade. E que viva o teatro, em Portugal, no Brasil e em todos os lugares livres onde se faz teatro livremente.”
– escreveu Maria Vieira

Maria Vieira voltou ao facebook e não esconde revolta

Parrachita está de volta

Após 30 dias de bloqueio no facebook, estando impedida de utilizar a sua página de facebook, Maria Vieira voltou e não escondeu a sua revolta para com as regras de utilização do facebook.

Num longo texto, Maria Vieira disse o que lhe ia na alma:

«E cá estou eu de volta, regressada de mais um bloqueio de 30 dias, decretado por esta rede social absolutista e anti-democrática que ainda opera sem concorrência e que por isso mesmo continua censurando os seus utilizadores e impondo as suas ideologias políticas, sociais e culturais aos mesmos! Acresce dizer que desta vez, o bloqueio que me impuseram foi ainda mais grave, tendo em conta que eu contestei o mesmo no passado dia 1 de Julho e que no dia seguinte o Facebook reconheceu ter errado na apreciação feita à minha publicação, afirmando que esta seguia os Padrões da Comunidade e pedindo desculpa pelo erro (como de resto se pode confirmar nas fotos que ilustram esta minha primeira publicação de regresso) mantendo ainda assim e após ter reconhecido o seu próprio erro, o bloqueio a que injustamente me condenou, sem me dar qualquer tipo de explicação face ao atropelo exercido sobre o direito constitucional que lamentavelmente violou ao ter cerceado o meu direito à liberdade de expressão.
Mas o mais curioso disto tudo, meus caros, estimados e saudosos amigos é que a publicação pela qual terei sido denunciada – um texto onde eu fazia referência aos massacres exercidos sobre cristãos em Godogodo, na Nigéria, onde centenas de pessoas foram mortas e outras tantas foram expulsas de suas casas e viram as suas igrejas serem destruídas) data de há cerca de 4 meses atrás, mais exactamente do passado dia 17 de Março, o que prova que as minhas antigas publicações estão a ser rigorosa e metodicamente seguidas e escrutinadas dando assim lugar a repetidos bloqueios que visam impedir a divulgação e a partilha das minhas opiniões que como todos sabem são conservadoras, anti-socialistas, anti-globalistas, anti-multiculturalistas, desfavoráveis à «Ideologia de Género» e, na sua generalidade, “politicamente-incorrectas”, mas ainda assim tão legítimas e constitucionais quanto todas as outras.
Não se admirem pois, se de repente por aqui me voltarem a deixar de sentir e de ler, e saibam que nesse caso terei sido mais uma vez bloqueada por esta rede social que se encontra ao serviço de tudo e de todos aqueles que nos querem transformar em autómatos sem direito a opinião própria, em escravos do consumo exacerbado e em marionetas manipuladas pelos malditos Georges Soros desta vida!
Termino, agradecendo todo o apoio, todas as manifestações de carinho e todas as saudades accionadas na minha página, publicamente e através de mensagens privadas, de todos aqueles e aquelas (é bom não esquecer que só existem dois géneros: o feminino e o masculino) que ao longo desta minha ausência fizeram questão de gritar PRESENTE!»
A luta continua, Parrachitas!
Beijos mil.

Carlos Narciso arrasa Maria Vieira

Jornalista não poupa a actriz

Depois de Maria Vieira ter escrito que Portugal era um país de “idiotas, analfabetos, ignorantes e estúpidos da pior espécie”, o jornalista Carlos Narciso não a deixa sem tresposta:

“A atroz atriz Vieira está desconsolada com os resultados eleitorais. O desgosto levou-a a proferir um rol de ordinarices e insultos que me dispenso de copiar para aqui. Esgotados os palavrões, os insultos terminaram de modo mais suave: “Caramba, eu já sabia que Portugal era um país pobrezinho, muito triste e assaz miserável, maioritariamente constituído por idiotas, analfabetos, ignorantes e estúpidos da pior espécie, mas depois do dia de hoje passei a ter a certeza absoluta disso mesmo”, rematou a atroz atriz.
Maria Vieira é o paradigma de como a pequenez não tem nada a ver com o tamanho. ”
– escreveu o jornalista na Saloia TV

Maria Vieira: «Portugal um país de idiotas, analfabetos, ignorantes e estúpidos da pior espécie»

Maria Vieira revoltada com Portugal

Foi ainda durante a noite passada, que a conhecida actriz decidiu escrever na sua página de facebook mais uma das suas ferozes críticas.

Em causa está o resultado das eleições europeias que aconteceram ontem no nosso país e por toda a Europa. No entanto os partidores vencedores no nosso país não agradaram a Maria Vieira que escreveu o seguinte texto:

Bronca: Miguel Falabella: “Isso é besteira, a Maria Vieira não sabe do que está a falar e não devia dar palpites”

Bronca!

Amigos de longa data, Miguel Falabella falou, pela primeira vez, sobre as polémicas em que Maria Vieira tem estado envolvida.

Sem rodeios, o actor brasileiro, que está em Portugal por causa da estreia nos cinemas portugueses de “Sai de Baixo: o filme”, contou que “A Maria mandou-me uma mensagem. Eu não tenho tido muito contacto com ela, mas sei das polémicas. Sei que ela e a Ana Bola brigaram. Quem é mesmo muito meu amigo é o Joaquim [Monchique], vive na minha casa, está sempre lá. Nesse momento, por acaso, está lá. Não tenho falado com a Parrachita, mas acredito que ela vá lá ver o filme“, começou por dizer

E continuou criticando o apoio de Maria Vieira a Jair Bolsonaro e a Donald Trump:

“Isso é uma besteira, porque ela [Maria Vieira] não sabe do que está a falar, então acho que ela não devia dar palpites sobre a politica brasileira, porque realmente o que ele [Bolsonaro] está a fazer é muito grave, com a cultura, é muito violento”

Maria Vieira usa capa falsa da revista “Cristina” para criticar

Parrachita de volta às críticas

Maria Vieira voltou hoje à sua página de facebook para mostrar uma capa falsa da revista “Cristina”.

A conhecida actriz escreveu o seguinte texto:

Esta é a capa falsa da revista “Cristina” que Maria Vieira usou para criticar José Sócrates, António Costa e o PS:

Facebook de Maria Vieira

Goucha ´pica´Ana Bola: “Pensei que ias dizer a Maria Vieira”

Goucha puxa por Ana Bola

Esta manhã, de quarta-feira, Ana Bola foi uma das entrevistadas no programa da TVI, “Você na TV”.

No decorrer da entrevista, Manuel Luís Goucha pergunta a Ana Bola o seguinte: “Não vais à bola com quem?”

Ao que Ana Bola respondeu: “Ninguém em especial”

Perante a resposta da actriz, Goucha dispara: “Olha, eu pensei que ias dizer a Maria Vieira”

Mas Ana Bola não deixou o apresentador da TVI sem resposta: “Olha, é de tal maneira desinteressante… A Maria Vieira fez a sua opção de vida e eu tenho que respeitar isso. Desde que não me insulte, nem me chateie. Ela fez a sua opção de vida, eu fiz a minha”

Maria Vieira sobre Bento Rodrigues: “Fiquei abismada com a sua incompetência”

Polémica

Maria Vieira voltou à crítica e desta vez foi o jornalista da SIC, Bento Rodrigues, o visado.

Em causa está a moderação do debate para as eleições europeias entre os candidatos portugueses, que não agradou à Parrachita.

Leia o texto, na íntegra, que Maria Vieira escreveu:

“Eu raramente assisto à programação das televisões nacionais, à excepção (e à falta de melhor) do jornal da noite da TVI que vejo logo depois do noticiário brasileiro, mas ontem abri uma excepção para ver o debate das europeias na SIC porque tinha curiosidade, sobretudo em ouvir aquilo que o Nuno Melo (os outros são mais do mesmo, ou então debitam velhas e obsoletas cartilhas ideológicas) tinha para dizer sobre o assunto em questão e venho agora aqui confessar que fiquei abismada com o festival de incompetência e de escandalosa parcialidade oferecido pelo «moderador» do debate – o jornalista Bento Rodrigues – que passou metade do programa a «vociferar» a terrível e diabólica expressão – Extrema-Direita – e a atacar e a tentar denegrir o Nuno Melo, recorrendo inclusivé, no final do programa, a uma notícia falsa veiculada por uma plataforma de comunicação sem qualquer credibilidade, afirmando que o deputado do CDS estaria sendo considerado como um dos piores deputados do parlamento europeu. A comunicação social portuguesa, salvo raras excepções é muito medíocre e tendenciosa mas os noticiários e neste caso, os debates políticos da SIC, conseguem ultrapassar tudo aquilo que de pior existe no jornalismo português.

O festival de «moderação enviesada à esquerda» dado pelo jornalista Bento Rodrigues, foi mau de mais para ser verdade e a única coisa que na sua sofrível actuação me deixou com um sorriso meio maroto, meio enternecedor no rosto, foram aqueles olhares apaixonados que ele de vez em quando lançava à «Márisa» como se lhe quisesse dizer: “Oh «Máriza», gostava tanto de namorar consigo!…


Mas enfim, lá acabei por assistir ao debate até ao fim e no geral gostei de ver e ouvir o Nuno Melo a defender-se dos tiros que o Bento lhe disparou e a marcar a diferença, dizendo bastas vezes aquilo que nenhum dos outros jamais terá a coragem de dizer, mesmo que, como é natural, eu não partilhe de todas as ideias políticas do deputado do CDS.

Hoje vai haver um outro debate sobre o mesmo tema, entre a «Márisa» e o Melo e eu faço questão de assistir só para confirmar se ainda resta alguma decência e alguma isenção no jornalismo português.”, escreveu a actriz

© SIC