Ricardo Araújo Pereira troca TVI pela SIC

Ricardo Araújo Pereira regressa à SIC

Depois de ter trocado a SIC pela a RTP e a RTP pela TVI, Ricardo Araújo Pereira está de volta à SIC.

“O Daniel Oliveira fez-me o convite logo após ter tomado posse, creio eu. Portanto, há mais de um ano. Mas eu tinha um compromisso verbal com o Sérgio Figueiredo para fazer o “Gente Que Não Sabe Estar” semanal no primeiro semestre de 2019 e diário na altura das eleições, pelo que só depois disso é que fiquei livre para negociar”, contou Ricardo Araújo Pereira à revista “Visão”.

O humorista dos Gato fedorento garante ainda que foi “bem tratado na TVI. O Sérgio Figueiredo foi um director irrepreensível: sempre presente para resolver problemas, mas sem nunca interferir no processo criativo, concedendo total liberdade “.

"O Preço Certo" esmaga SIC e TVI no penúltimo dia do ano de 2019. E ainda: TVI faz SIC tremer

Fernando Mendes está imparável!

No dia de dezembro, Fernando Mendes não deu qualquer hipótese à SIC e à TVI.

“O Preço Certo” alcançou 10,9% de rating e 25,1% de share, sendo o programa número no horário entre as 19h00 e as 20h00.

A SIC segurou, à rasca, o segundo lugar do pódio tendo sido ameaçada pela TVI.

Às 19h00 a SIC emitiu “Não Há Crise” que registou 7% de rating e 15,6% de share.

A TVI, que fez tremer a SIC, emitiu o concurso “Ver P´ra Crer” que registou 6,5% de rating e 14,4% de share.

NOTA: os dados aqui apresentados são da responsabilidade da CAEM/Gfk. (Dados Live+Vosdal)

SIC acaba 2019 em último lugar e começa 2020 atrás da RTP1 e da TVI

Ups! SIC trocada pela TVI e RTP1

E no dia 31 de dezembro de 2019, quando o relógio marcava 23h59, os telespectadores mudaram para a TVI que passou para a liderança nos momentos finais do ano 2019 e a manteve nos primeiros minutos do ano novo 2020.

A TVI marcou 10,6% de rating e 28,2% de share, ocupando o primeiro lugar do pódio.

A RTP1 surgiu no segundo lugar do pódio com 8,1% de rating e 21,5% de share.

A SIC surge no último lugar com 7,2% de rating e 19,2% de share.

NOTA: os dados aqui apresentados são da responsabilidade da CAEM/Gfk. (Dados Live+Vosdal)

Os 5 Jornalistas mais temidos pelos políticos portugueses!

Os 5 Jornalistas mais temidos!

Os políticos portugueses fogem deles a sete pés. E, se acederam uma vez a serem entrevistados por eles, à segunda já não aceitaram o convite.

A equipa da VOX POP TV reuniu-se e elegeu o top 5 dos jornalistas portugueses que os políticos portugueses mais temem em encontrarem como entrevistadores.

1 – Manuela Moura Guedes

Afastada da televisão por duas vezes, primeiro na TVI e depois na SIC, segundo a própria, por razões políticas, a jornalista Manuela Moura Guedes começou a ter dificuldades em ter convidados para serem entrevistados no “Jornal Nacional de Sexta” por não deixar nada por perguntar e por expremer quem se sentava na cadeira para responder às suas perguntas.

2 – José Rodrigues dos Santos

Por duas vezes foi Director de Informação, por duas vezes teve de se demitir por vários tipos de pressões e tentativas de corrupção, segundo já fez questão de relatar em várias entrevistas. Na segunda vez que se demitiu do cargo de director foi alvo de um processo disciplinar levantado pelo então Presidente da RTP, Almerindo Marques, com o objectivo de ser demitido. Entretanto, Almerindo Marques é afastado da presidência da RTP e o processo disciplinar ao pivot do Telejornal é arquivado.

Conduziu o espaço de comentário protagonizado José Sócrates nas noites de domingo e não deixou de perguntar aquilo que os portugueses queriam ver respondido. Resultado: irritou José Sócrates que saia do estúdio da RTP bastante irritado com José Rodrigues dos Santos.

3 – Ana Leal

Começou a dar visibilidade ao jornalismo de investigação em Portugal e depressa ganhou inimigos. Do seu Currículo na área de investigação, destacam-se várias reportagens, como o caso da Associação “Raríssimas” que abanou o governo e o ex-ministro Vieira da Silva que, apesar do escândalo, não se demitiu, nem foi demitido, continuando no cargo até à constituição do novo governo formado em setembro deste ano.

4 – Sandra Felgueiras

É o rosto do jornalismo de investigação da RTP e, recentemente teve um ´bate-boca’ com o secretário de estado João Galamba nas redes sociais, que mais tarde recebeu em estúdio para se explicar devido às porpoções da notícia dos “Sexta às 9” sobre o lítio alcançou no país.

Recentemente acusou a direcção de informação da RTP, liderada pela jornalista Maria Flor Pedroso, de ingerências no regresso do formato e de interferir nas investigações do programa que apresenta semanalmente no Canal 1 da estação pública.

5 – Alexandra Borges

Também na área do jornalismo de investigação, a jornalista Alexandra Borges não foge à regra, e também ela é temida pelos políticos devido às várias reportagens que já fez e denunciou casos nos serviços da função pública e não só. Já foi ameaçada depois da exibição de várias reportagens assinadas por si.

SIC: Eunice Muñoz dá nega a Daniel Oliveira

Eunice Muñoz

Era um dos desejos do director da SIC mas, ainda não é desta vez que o consegue concretizar.

Daniel Oliveira queria levar Eunice Muñoz para a ficção da SIC mas a consagrada actriz preferiu continuar na TVI.

Aos 91 anos de idade, Eunice Muñoz vai fazer parte do elenco principal da nova telenovela da TVI, com o nome provisório de “Vitória”. A actriz começou a gravar esta semana.

"Linha Aberta": Hernâni Carvalho é líder absoluto de audiências

Linha Aberta é líder de audiências

O programa apresentado por Hernâni Carvalho na SIC não dá hipótese à RTP1, nem à TVI.

“Linha Aberta” é um fenómeno de audiências e, esta quarta-feira, manteve a posição de líder no horário ao registar 4,4% de rating e 25,1% de share.

NOTA: os dados aqui apresentados são da responsabilidade da CAEM/Gfk. (Dados Live+Vosdal)

Júlia Pinheiro fica à frente de Cristina Ferreira

Júlia Pinheiro

Esta terça-feira, o programa das tardes da SIC conseguiu superar as audiências do programa de Cristina Ferreira.

Júlia Pinheiro alcançou uma das suas melhores audiências desde que está ao comando do programa “Júlia – Emoções Fortes”. Com 4,1% de rating e 20,0% de share, a SIC foi líder absoluta de audiências.

Neste dia, o “Programa da Cristina” registou 3,5% de rating e 29,0% de share, tendo sido líder na manhã, frente à SIC e à TVI. No entanto, a Saloia da Malveira viu o seu programa ficar trás do programa de Júlia Pinheiro na tabela de audiências.

NOTA: os dados aqui apresentados são da responsabilidade da CAEM/Gfk. (Dados Live+Vosdal)

"Ângelo meu, Ângelo meu, quem te tem sou" – assinado:SIC

Ângelo Rodrigues o trunfo da SIC

Depois de ter estado à porta da morte, Ângelo Rodrigues, com a ajuda da equipa médica, conseguiu dar a volta por cima e agarrara a vida, aproveitando a segunda oportunidade.

Agora, a recuperar, estando melhor, Daniel Oliveira usa e abusa do seu actor que será, até, protagonista de um documentário a exibir no canal de Pinto Balsemão oportunamente, onde será relatado os dias de aflição de Ângelo Rodrigues.

Mas como o documentário não chega, ontem, sábado, a SIC decidiu exibir um Especial Programa da Cristina, com Cristina Ferreira, onde a ex-apresentadora da TVI fez uma entrevista ao actor. O resultado? O programa foi líder de audiências, o mais visto do dia em Portugal.

É caso para dizer: “Ângelo meu, Ângelo meu, quem te tem sou” – assina SIC

Ângelo Rodrigues entregou à SIC 13,4% de rating e 30,3% de share.

NOTA: os dados aqui apresentados são da responsabilidade da CAEM/Gfk. (Dados Live+Vosdal)

"O Preço Certo": daqui não saio, daqui ninguém me tira

Espectácuuullloooooo!!!

Fernando Mendes não sai do Top 5 dos programas mais vistos no país.

Esta semana não arredou pé do do Top5 e na sexta-feira não foi diferente, pois continuou líder de audiências no seu horário e foi o quarto programa mais visto em Portugal.

Fernando Mendes e companhia alcançaram 10,0% de rating e 23,8% de share.

Já os “Casados” da SIC manteve o segundo lugar do pódio com 8,8% de rating e 20,1% de share.

A TVI manteve o último lugar com o concurso “Ver P´ra Crer – Especial” que alcançou 6,0% de rating e 13,9% de share.

NOTA: os dados aqui apresentados são da responsabilidade da CAEM/Gfk. (Dados Live+Vosdal)

Serenella Andrade imparável: vence SIC e TVI

Serenella Andrade líder de audiências

É uma das apresentadoras mais queridas dos portugueses e, às quintas-feiras, ao final da tarde leva a RTP à liderança das audiências com o programa “Fatura da Sorte”.

Esta quinta-feira, Serenella Andrade venceu a telenovela brasileira da SIC “Amor à Vida” e o programa “A Tarde é sua” da TVI.

Com 6,2% de rating e 17,4% de share a RTP1 foi líder absoluta de audiência, tendo Serenella Andrade passado o testemunho a Fernando Mendes que manteve a RTP líder de audiências até às 20h00.

A SIC com a telenovela “Amor à Vida” da TV Globo registou 5,7% de rating e 16,5% de share.

NOTA: os dados aqui apresentados são da responsabilidade da CAEM/Gfk. (Dados Live+Vosdal)

Hernâni Carvalho anuncia separação

Comentador da SIC está separado

Após 10 anos de relação, o comentador da SIC anunciou a separação nas redes sociais:

“Ao longo de dez anos vivemos a aventura da paixão, do amor, da cumplicidade e da amizade. Crescemos. Criámos os filhos, cultivámos amigos, abraçámos projectos, escrevemos livros, concluímos cursos e enfrentámos os trilhos que a vida entendeu. Um dia houve em que uma encruzilhada nos levou por caminhos diferentes. Chegou ao fim uma bonita história de amor. Na vida real as histórias também têm finais felizes, mas diferentes” – escreveu

Hernâni Carvalho, de 59 anos de idade, mantinha uma relação com Ana Rita Carvalho, vinte anos mais nova que o comentador da SIC

João Baião: "a imagem de uma mãe num caixão não se esquece nunca"

João Baião relembra morte da mãe

O apresentador da SIC relembra morte da mãe.

“O público não tem de levar com o meu sofrimento. Se tivesse ficado em casa teria sido pior. A minha mãe tinha o maior orgulho em mim. Ela gostava da minha alegria. É difícil explicar como se pode estar alegre estando desfeito por dentro”, IN Programa da Cristina – SIC

Dois meses após a morte da mãe, João Baião desabafa e conta o que sentiu e sente:

Eu gosto muito do Natal e vivia muito esta época pela família e com a família. Mas a imagem de uma mãe num caixão é uma coisa que não se esquece nunca. O que mais me impressionou foi o vazio do olhar dos últimos dias. No fim, ela já não me reconhecia. Já só respirava. Eu dizia-lhe sempre que a amava. Quando temos filhos, acabamos por perspectivar a tua vida neles. Quando não temos, ficamos sem alicerce e começamos a ver-nos sós”, conta em lágrimas.

"Pesadelo na Cozinha" arrasa SIC e ´chuta´RTP1 para último

TVI destronou a SIC

A TVI voltou a ser líder no horário nobre nas noites de domingo, desde ontem.

Com a estreia da nova temporada do “Pesadelo na Cozinha”, a TVI fez a telenovela da SIC – Nazaré – registar a sua pior audiência.

Em confronto directo, enquanto Pesadelo na Cozinha registou 12,9% de rating e 23,2% de share, a telenovela Nazaré registou 10,8% de rating e 19,4% de share. A RTP1 marcou, apenas, 7.6% de rating e 13,6% de share com o The Voice Portugal.

Feitas as contas, o primeiro episódio do programa do polémico chefe de cozinha. na TVI, registou 13% de rating e 24,8% de share, sendo líder absoluto de audiências.

Já “Casados à Primeira Vista” da SIC, perdeu fôlego e a liderança de audiências e a sua emissão total registou 9,4% de rating e 20,2% de share-

O “The Voice Portugal” da RTP1, conseguiu 7% de rating e 14,5% de share.

NOTA: os dados aqui apresentados são da responsabilidade da CAEM/Gfk. (Dados Live+Vosdal)

"Telejornal" dispara no sábado!

Telejornal – 60 Anos

O noticiário das oito da noite da RTP1 voltou a marcar um novo máximo de audiência num sábado.

Com José Rodrigues dos Santos na apresentação, o “Telejornal” foi o quinto programa mais visto do dia em Portugal e o segundo noticiário mais visto entre as 20h00 – 21h00, marcando 8,4% de rating e 18,0% de share.

A SIC foi líder com o “Jornal da Noite” com 9,9% de rating e 21,3% de share.

A TVI ocupou o último lugar do pódio com o seu “Jornal das 8” que registou 7,4% de rating e 16,0% de share.

NOTA: os dados aqui apresentados são da responsabilidade da CAEM/Gfk. (Dados Live+Vosdal)