Bruno de Carvalho chama “burro” a jornalista da SIC

Bruno de Carvalho incomodado com pergunta

O ex-presidente do Sporting, na chegada ao tribunal, ficou extremamente incomodado e irritado com a pergunta do jornalista da SIC, Diogo Torres.

Confrontado com uma pergunta sobre as 98 acusações de crime de que é alvo, Bruno de Carvalho recorreu ao insulto quando o jornalista Diogo Torres o confrontou com a acusação de “terrorismo”:

Diogo Torres: “O que é que pretende provar em julgamento depois de vir acusado de terrorismo?”

Bruno de Carvalho: “Quem é que me fez a pergunta do terrorismo?”

O jornalista da SIC identifica-se como o autor da pergunta e volta a fazê-la. Perante isto, o ex-presidente do Sporting respondeu assim, recorrendo ao insulto:

Bruno de Carvalho: “Você é burro! Não gosto de pessoas burras. Gostava que você soubesse de alguma coisa do que está aqui a fazer”

Governo criticou a RTP, Jornalista arrasa governo com factos

Polémica

O governo, através do Ministro da Educação, criticou a ausência da RTP na cobertura dos Jogos Europeus, dos quais renderam medalhas a Portugal:

“Era importante que estes Jogos pudessem ser acompanhados, porque existiu grande expectativa por parte dos portugueses, e era importante termos aqui todas as possibilidades de difusão e divulgação deste evento (…) A RTP tem responsabilidade pública, como nós temos, e temos de acarinhar e de entender a mais-valia da diversidade de modalidades desportivas e desportos que fazem parte do programa olímpico, ou não, e deste certame “, lamentou o ministro Tiago Brandão Rodrigues.

José Manuel Constantino, Presidente do Comité Olímpico Português, também não poupou a RTP de críticas: “Estes Jogos têm qualidade suficiente para serem acompanhados pelo serviço público de televisão. Era importante que a RTP estivesse aqui e, a meu ver, seria até importante que tivessem optado pelos direitos.”

Perante estas críticas, o jornalista do canal público, José Fernandes Silva, não deixou o Ministro da Educação, nem o presidente do Comité Olímpico sem resposta:

«Terminaram os Jogos Europeus de Minsk, uma competição que teve excelente desempenho dos atletas portugueses (tal como Baku 2015), mas que também serviu para alguns quererem beliscar o bom nome do Desporto na RTP – Serviço Público de Televisão.

Bem sei que esta é uma modalidade de eleição para alguns portugueses: para os anti-desporto, para os anti-futebol, para uma elite “pseudo” intelectual, para uma certa “oposição” interna – desavergonhada e desmemoriada.

A RTP não é imune a críticas. Nem pode ser. Por vezes merece-as e cresce com elas. Outras vezes não as merece e são injustas. Desta vez algumas das críticas, além de injustas e pouco informadas, chegaram a ser insólitas.

Quando membros do Governo criticam a falta de cobertura no local e transmissão por parte da RTP, será que estão na posse de todos os dados? Será que escutaram as pessoas certas antes de atacar?

Vejamos:
– No início do ano, o Ministério da Cultura definiu dezenas de eventos desportivos como de interesse generalizado do público. Não incluiu nessa lista os Jogos Europeus. Ou seja, o próprio Governo português não considerou estes Jogos como um dos 50 eventos mais relevantes do ano desportivo. Mas agora criticou a não transmissão por parte da RTP.

– A Eurovisão não entrou neste processo de aquisição dos direitos de transmissão dos Jogos, algo que colocou a RTP fora da equação de transmissões. No resto da União Europeia, tal como em Portugal, foram transmitidos por operadores de pay tv.

– Uma equipa de reportagem da RTP no local não teria acesso à competição nem aos protagonistas nesses locais de competição. Ficaria à porta dos locais de competição. À porta. Fora.

– Ainda assim, apesar do Governo ter entendido que estes Jogos Europeus não deveriam figurar nos 50 eventos mais importantes do ano, a RTP acompanhou informativamente e deu notícia com imagens na RTP1 e na RTP3, em todos os principais espaços informativos.

Também vale a pena escrever isto:

A RTP vai transmitir e ter equipas de reportagem nos principais eventos desportivos do verão: mundiais de hóquei em patins, canoagem e atletismo.

Acima de tudo isto estão TODOS os atletas, treinadores, dirigentes federativos. Todos de parabéns, pelas medalhas, pelo empenho, pelo trabalho realizado. Em várias modalidades os Jogos Europeus não reuniram a elite continental, mas os pódios são sempre momentos de exaltação, triunfo e mérito desportivo.» – escreveu o jornalista da RTP

Carlos Daniel, jornalista da RTP, comentou o texto do colega de canal:

« Na mouche, amigo, para quem estiver de boa fé. Os outros são o que sabemos. » – escreveu o pivot do Jornal da Tarde

Também Hugo Gilberto, jornalista e director da RTP, comentou a publicação de Manuel Fernandes Silva:

« Os factos são sagrados. Os comentários são livres. Tu, como sempre, relatas os factos com rigor e exatidão.
E, em mais de 20 anos de RTP, também nunca foste oposição.
Sinónimo de
D E C Ê N C I A
e
L E A L D A D E. »
– escreveu Hugo Gilberto

BeIN Sports compra direitos da liga portuguesa

beIN Sports
beIN Sports

A BeIN Sports anunciou esta quarta-feira ter comprado os direitos de transmissão da liga portuguesa para Espanha: a emissora árabe, revela que vai transmitir um jogo por jornada em direto e, posteriormente, um resumo dos melhores momentos da ronda.

O primeiro jogo a transmitir será o FC Porto-V. Guimarães, agendado para o próximo sábado, pelas 20.15 horas, no Estádio do Dragão.

Este jogo é anunciado pela BeIN Sports como o jogo de estreia de Iker Casillas em jogos oficiais pelo FC Porto.