Morreu o Prof. Fernando Pádua que era contra a eutanásia e queria viver até aos 120 anos

Última Hora: morreu o médio do coração! Tinha 95 anos de idade.

Fernando Pádua era conhecido como o médico do lacinho ou por médico do coração.

Numa entrevista ao Jornal “i”, Fernando Pádua disse que queria viver até aos 120 anos e que não concordava com a eutanásia:

Jornal i: Como vê a discussão da eutanásia?

Fernando Pádua: Leia Hipócrates e não seja hipócritas. Não aceito, mas com certeza que já morreram na minha mão pessoas em que eu terei comparticipado. Se estou a sedar uma pessoa, isso pode acontecer. Acho que o médico não deve intervir dessa forma deliberada, foi feito para ajudar a pessoa.

“É preciso cuidar dos sub-20 para chegar aos 120”

Jornal i: O que é que ainda gostava de ver?

Prof. Fernando Pádua: Viver os tais 142 anos, o que é que haverá por lá para ver?

4 thoughts on “Morreu o Prof. Fernando Pádua que era contra a eutanásia e queria viver até aos 120 anos

Add yours

  1. Não concordo com a eutanásia só Deus sabe quando devemos partir a eutanásia se for da nossa vontade é suicídio se for da vontade de outros é homicídio o papel do médico é salvar se possível e não matar

  2. Sou a favor mais val isso do que estarei em Sofrimento é uma dor mt grande para quem está naquele estado é para a Família

  3. A maior parte das pessoas não sabe no que está a votar. Todos opinam mas muitos são ignorantes e os outros – os que sabem – conformam-se com o resultado …bem o conhecendo: morte a pedido de terceiros. Não vale a pena argumentar mais! É esperar para ver.

Deixa o teu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑