Nicolau Santos: “Provavelmente a RTP vai ter prejuízos este ano”

Foi na comissão parlamentar de Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto que Nicolau Santos, actual presidente da RTP anunciou que a estação pública poderá vir a ter contas negativas já este ano, de 2022:

“Os constrangimentos orçamentais da RTP para cumprir o Serviço Público de rádio e televisão, tal como está explanado no Contrato de Concessão, mas também muito para lá daquilo que fazemos”, alteraram-se “significativamente em 2022 e vai levantar problemas em termos resultados no final deste ano”, alertou Nicolau Santos.

Em primeiro lugar, assiste-se a “um aumento brutal dos custos de energia, subiram três milhões de euros, acima do que estava previsto, ou seja, três vezes mais do que inicialmente tínhamos orçamentado”, apontou. Em segundo, a guerra da Ucrânia, em que as “diversas equipas de rádio e de televisão estão presentes” no país “têm obviamente de ser apoiadas financeiramente pela RTP e a situação, como calculam, é de enorme custo”, disse.

Isto porque, as instalações hoteleiras “levam muito dinheiro, as viagens, tudo isto numa situação de guerra é bastante mais caro e obviamente que não tínhamos contemplado no orçamento deste ano uma guerra” na Ucrânia, prosseguiu.

Outro constrangimento são os fornecedores de tecnologia, que “estão a mudar os preços a dois dígitos” e “são brutais os investimentos”, salientou, dando o exemplo que a RTP tem quatro carros de exteriores, que cobrem os grandes eventos fora de portas.

“Cada carro de exterior custa sete milhões de euros”, sendo que neste momento dois têm tecnologia “antiquada”, já que só dois estão em HD (alta definição).

“Precisávamos de ter mais, mas temos que pensar seriamente se neste momento vamos fazer um investimento de sete milhões de euros para comprar um novo carro de exteriores”, referiu.

Além disto tudo, “temos algo que não acontece desde 2014 na RTP”, que são aumentos salariais. Este ano vai haver aumentos salariais, “também por aqui teremos um novo encargo”.

Portanto, esta situação “vai obrigar a RTP a fazer escolhas difíceis nos próximos anos se não houver alterações ao seu financiamento”, alertou.

Apesar do quadro geral, “provavelmente a RTP, depois de muitos anos, vai ter prejuízos” face a estas situações que são “absolutamente surpreendentes”, pois “não contávamos com elas”, mas “são uma tendência de fundo”.

Nicolau Santos disse que está a trabalhar para “minimizar ao máximo esses resultados negativos”.

Deixa o teu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑