Marco Paulo: “Queria ser eterno”

Com 55 anos de carreira, o cantor Marco Paulo tem agora um programa nas tardes de sábado na SIC.

Numa entrevista dada ao site Flash, o popular cantor confessa que gostava de ser eterno:

“Não estava habituado a críticas. Sempre fui um cantor muito amado pelos portugueses, muito respeitado e depois quando comecei a ouvir essas críticas – que não tinham razão nenhuma de existir – pensei que as pessoas estavam a ser um bocadinho ingratas comigo”

“Tive sempre muito receio de perder a minha voz. Quando tive o AVC estava no palco do Coliseu do Porto e de um momento para o outro deixo de ver e deixei praticamente de ouvir, ouvia a orquestra muito longe e só queria sair do palco para que ninguém se apercebesse que estava com um princípio de um AVC. Tinha uma dor de cabeça enorme. Sempre tive medo de perder a voz, de que não voltasse a cantar. Até agora neste último cancro, mas não. Graças a Deus tenho a impressão que Nossa Senhora deu-me uma voz ainda mais bonita (risos).”

“A minha fé já existe antes dos meus 18 anos. Tinha 18 quando fui a minha primeira vez a Fátima com a minha mãe. Ela é que me levou pela primeira vez, depois de eu ter tido um grande acidente de autocarro. Em Leiria tive um acidente muito grande. Fui cuspido pelo pára brisas da janela da frente e fui cair num quintal onde estavam muitas couves. Quando me levantei só me lembro que haviam couves e uma senhora à minha volta a gritar porque era o Marco Paulo e estava a deitar sangue. A minha vida não tem sido fácil. Não tem sido nada fácil nesse aspecto, mas tenho a sorte de dar a volta.”

“Sou um homem grato à vida e sempre eternamente grato a Deus e a Nossa Senhora, porque são sempre a minha tábua de salvação”

“Eu gostava de ser eterno mas com saúde. Gosto de viver, gosto das pessoas, gosto de Portugal, gosto de tudo aquilo que faço, dos meus discos, dos meus concertos, dos meus programas de televisão.”

“Eu tenho muito medo da morte porque assisti à morte da minha mãe e isso meteu-me muita confusão. Ver a minha mãe dentro de um caixão custou-me muito, muito. Tive a oportunidade de estar 15, 20 minutos sozinho com a minha mãe a desabafar com ela na capela antes de a levarem para o cemitério. De certeza que ela me ouviu e levou as minhas palavras para o céu que é onde ela deve estar. Está de certeza. E isso custou-me muito. Gosto muito de viver e gosto muito da vida. Gosto muito dos meus animais. Sou uma pessoa grata à vida e às coisas que a minha vida profissional me tem ajudado a ter porque sem a minha voz nunca poderia ser aquilo que sou, seria mais um entre todos. Quer dizer, sou mais um entre todos, mas não teria sido o Marco Paulo, o cantor que tenho sido. E acho que no céu, onde a minha mãe e o meu pai estiverem, devem estar muito orgulhosos de mim porque sou aquilo que, em criança, desejei que acontecesse na minha vida. Tirando os problemas de saúde, claro. Sou forte, sou corajoso, tento ajudar os outros com a minha mensagem. Nunca transmiti uma mensagem de coitadinho, porque há tantas pessoas que estão na mesma situação do que eu.”

One thought on “Marco Paulo: “Queria ser eterno”

Add yours

  1. gosto muito do Marco Paulo mas também não gostei de quando mandou calar a Ana Marques, que o programa era dele , ok, mas escusava de ter dito aquela frase,

Deixa o teu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑