João Baião Olhó Baião SIC

João Baião: "a imagem de uma mãe num caixão não se esquece nunca"

João Baião relembra morte da mãe

O apresentador da SIC relembra morte da mãe.

“O público não tem de levar com o meu sofrimento. Se tivesse ficado em casa teria sido pior. A minha mãe tinha o maior orgulho em mim. Ela gostava da minha alegria. É difícil explicar como se pode estar alegre estando desfeito por dentro”, IN Programa da Cristina – SIC

Dois meses após a morte da mãe, João Baião desabafa e conta o que sentiu e sente:

Eu gosto muito do Natal e vivia muito esta época pela família e com a família. Mas a imagem de uma mãe num caixão é uma coisa que não se esquece nunca. O que mais me impressionou foi o vazio do olhar dos últimos dias. No fim, ela já não me reconhecia. Já só respirava. Eu dizia-lhe sempre que a amava. Quando temos filhos, acabamos por perspectivar a tua vida neles. Quando não temos, ficamos sem alicerce e começamos a ver-nos sós”, conta em lágrimas.

2 comments on “João Baião: "a imagem de uma mãe num caixão não se esquece nunca"

  1. Muita força lindo João Baião, uma coisa é verdade, quando não temos filhos, os nossos pais tornam-se os nossos alicerces, os pilares, tudo para nos mantermos felizes e de bem com a vida e com nós mesmos…..um bjinho grande J.Baiao sou muito sua fã

  2. joaquim henrique coimbra rodrigo

    Pois não João! Fica até ao fim …Está no tudo no poema de Torga « Mãe que desgraça que nos aconteceu!» Um abraço

Deixa o teu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s