«Depois, Vai-se a Ver e Nada» registou aumento de audiência

José Pedro Vasconcelos

Mesmo sendo exibido fora de horas, o programa de José Pedro Vasconcelos, «Depois, Vai-se a Ver e Nada» registou um aumento de audiência na passada sexta-feira.

Depois, Vai-se a Ver e Nada registou 1,8% de rating e 6,3% de share.

A série que a RTP exibiu pelas 22h30, «O Nosso Cônsul Em Havana» teve menos telespectadores que o programa de José Pedro Vasconcelos. Alcançou 1,7% de rating e 4,2% de share.

NOTA: os dados aqui apresentados são da responsabilidade da CAEM/Gfk. (Dados Live+Vosdal)

Teresa Guilherme questiona TVI, no Você na TV

Teresa Guilherme foi à TVI

A rainha dos reality shows foi, esta manhã, à TVI, falar com Goucha e a meio da conversa Teresa Guilherme lançou uma farpa ao canal de Queluz de Baixo.

Tudo aconteceu quando Manuel Luís Goucha interrompeu a conversa com Teresa Guilherme para entrar um anúncio de um novo concurso, o «Mental Samurai»

momento o apresentador interrompeu a conversa para entrar no ar um apelo a “Mental Samurai”, o novo concurso da TVI.

Teresa Guilherme reagiu ao novo concurso assim:

«Conheço bem, é um belíssimo programa para as 19h». Mas Goucha corrigiu-a e explicou que o concurso para as 19h00 é outro, o “Ver Para Crer” com Pedro Fernandes, Rita Salema e Ana Guiomar.

«Então mas agora é que vão estrear tudo? Já deviam ter começado no ano passado, filhos», disparou Teresa Guilherme

Cristina Ferreira não afasta hipótese de ser Presidente de Portugal

Cristina a Presidente da República?

A apresentadora da SIC não descarta a hipótese de vir a ser candidata a Presidente da República.

Numa entrevista ao programa «Virar o Jogo» do Canal 11, a Saloia da Malveira respondeu a Iva Domingues desta forma:

“Sabes que isso sempre esteve muito longe da minha imaginação, [mas não continua tão longe] porque as pessoas obrigaram-me a pensar nisso. Durante muito tempo pensava que podia ser Presidente da Câmara de Mafra, do meu concelho, porque acho que podia, de alguma forma, ajudar. Quando abro a minha loja na Malveira é por um motivo: para que a zona se desenvolva” A partir do momento em que as pessoas me consideram influente de alguma coisa, começam-me a falar nessa ideia de eu ser presidente. Isto já não é de agora, já leva alguns anos. E eu, sem querer, começo a pensar: mas porque é que as pessoas me dizem isso? Que capacidade teria eu de ser Presidente da República? Está muito longe. Nunca seria presidente se não fizesse um caminho – que poderia começar hoje, amanhã ou daqui a dez anos – que me permitisse, quando chegasse ao cargo, ser a melhor presidente deste país. Assim não teria dúvida. Não é uma ideia que eu afaste, por muito presunçoso que isto possa parecer “ – disse

Cristina Ferreira disse ainda que não conseguiria ser Primeira-Ministra:

“Nunca poderia ser porque sei que não tenho capacidades para exercer esse cargo. Acho que o cargo de Presidente é um cargo muito mais conciliador”