Bronca: actores dizem que produtora não lhe pagou! Ana Bola já reagiu!

Bronca!

A denúncia da falta de pagamento a alguns técnicos e a alguns actores é feita por Duarte Grilo:

“Meus caros.. . Serve a presente missiva para constatar o seguinte facto: o sr Marcos Badalo deve-me a mim e a mais uns quantos uma bela quantia.

Depois de várias tentativas de contacto, fui bloqueado pelo sr Marcos Badalo, detentor da produtora Original Features. São do Algarve e fizeram o filme “Portugal não está à venda.”, do realizador André Badalo. Foram bastantes os técnicos e os actores que não viram um tostão. Curiosamente, outros ha que sim…

Gostaria de alertar todos os meus colegas de profissão, técnicos e actores para este facto. Contactado para liquidar a dívida, o Produtor Marcos Badalo não se digna sequer a responder a uma mensagem. É vergonhoso. Mas como cada um colhe aquilo que planta, vemo-nos em breve. Identifico aqui algumas pessoas.

Não sei se foram pagas ou não, mas pelo menos a mensagem chega a mais pessoas.

Actores com 30 e 40 anos disto tratados como se fossem lixo… Tenham vergonha… A espera vai em 2 anos e tal… Já estreou, já saiu das salas (pudera… Tal é a qualidade…) ainda assim, nem uma palavra.

Nada! Resta dizer que fui paciente, simpático e compreensivo durante dois anos… Mas há ali um ponto em que vira… Porque o meio é pequeno e tudo se sabe, sr Badalo…” – escreveu Duarte Grilo nas redes sociais

Em causa está a participação no filme “Portugal Não Está à Venda”, cujo o elenco conta com actores de peso como Ana Zanatti, São José Correia, Maria José Pascoal, António Capelo, João Lagarto, Marina Mota, Pedro Teixeira, Rita Pereira, Maria Vieira, entre tantos outros.

Ana Bola conta que foi convidada a fazer parte do elenco do referido filme mas acabou por recusar:

“Fui convidada para fazer isso filme,felizmente a minha intuição não me enganou.Que tal juntarem-se e fazerem-lhe uma espera? às vezes não há outra dolução.”, escreveu a actriz

E perante a denúncia de Duarte Grilo, surgiram, de imediato, mais vozes a reclamar pagamento por parte da produtora Original Features:

“Maria Fernandes Tambem sou lesada deste filme, incrivel.”

Luís Sérgio Estou na mesma situação com esse senhor! É uma vergonha. Força Duarte “

Leonor Bettencourt Loureiro CHEGA! Além de todas as atrocidades que fizeram as equipas passar…
Original Features, o filme já saiu de sala. Quando vão entrar em contacto connosco para fazerem os pagamentos devidos? “

Fábio M B Guerreiro Infelizmente nunca fui pago até agora, e nem interesse algum houve pela produtora Original Features para que tal acontecesse! “

Joao Andrade Na altura despedi-me e fui trabalhar com a Original Features para este filme, e fi-lo precisamente por amor ao cinema. Não estou arrependido porque foi uma maneira de conhecer pessoas espetaculares e trabalhar num ambiente de entreajuda constante. Da Original Features o que restou foi isto mesmo. Agora se decidirmos fazer alguma coisa já sabem que podem contar comigo! Abraço Duarte Grilo! “

Joana d’Art Podes acrescentar-me à lista”

Em declarações à revista TV7 Dias, Duarte Grilo conta que não assinou contrato com a produtora do filme: “Eu não assinei os contratos porque percebi que não correspondia ao que me foi dito. O que me foi dito era que existia um contrato de distribuição com a NOS e que, quando o filme estivesse pronto e editado, íamos receber o nosso dinheiro”

Duarte Grilo conta ainda que passados 15 dias do filme estar pronto a ir para as salas dos cinemas, Marcos Badalo ( da produtora Original Features) mudou a versão da história “Já não se sabia bem, porque o contrato da NOS afinal não era para a edição. Toda a gente acabou o filme na premissa do ver o que é que ia dar. Deu em dois anos de espera sem qualquer palavra da produtora”, conta

De seguida, a reportagem da TV7 Dias:

” Questionado sobre se todos os elementos do elenco e da produção foram tratados de igual forma, Duarte Grilo afirma ter conhecimento de atores e técnicos que foram pagos. «Houve muitas pessoas que foram começando o projeto e, ao perceberem no que estavam metidos, foram-se descartando. Houve pessoas que me disseram ‘Duarte, eu recebi’. Foi isso que me motivou a falar sobre esta situação», explica.

A TV 7 Dias questionou diretamente Duarte Grilo sobre se tinha conhecimento se os protagonistas, Rita Pereira e Pedro Teixeira, foram pagos. «O que me foi dito pelo Marcos é que havia alguns atores com um contrato diferente que lhes dava prioridade a receber. Se é verdade ou não, não sei. O que sei é que alguns técnicos foram pagos para fazer o trabalho», relata, acusando Marcos e André Badalo de serem «pessoas inexperientes que se fiam que as coisas são fáceis». 

Com milhares de euros de prejuízo e cinco semanas de trabalho perdido, o assistente de realização não está a ponderar avançar com uma acção judicial. E lamenta: «Já perdi qualquer esperança de ver dali algum dinheiro. Não vou sequer entrar por aí», afirma.

A versão do produtor: «Investimos o que tínhamos e o que não tínhamos»

A versão de Marcos Badalo, dono da Original Films e pai de André, realizador do filme, é ligeiramente diferente da de Duarte Grilo. O produtor acusa o assistente de realização de «má fé» e explica os termos apresentados à equipa de atores e produção.

«Toda a gente sabia as condições contratuais em relação ao pagamento dos honorários, que ficariam dependente da receita do filme. Não é o primeiro filme em Portugal que se faz assim. As produtoras independentes inicialmente fazem a proposta e as pessoas aceitam ou não», começa por explicar.

Trocado por miúdos, e de acordo com Marcos Badalo, atores e equipa técnica aceitaram trabalhar a troco de alimentação, deslocações e despesas correntes. Qualquer pagamento extra adviria das receitas de bilheteira. Que, pouco mais de um mês depois da estreia, se revelaram um fracasso, com apenas 6000 espectadores.

«O filme ficou muito aquém das expectativas, teve uma fraca bilheteira. No entanto, isso não invalida nada do cumprimento do contrato», afiança Marcos Badalo, garantindo que «a produtora vai continuar vender o filme para conseguir dividendos de forma a conseguir ir pagando a toda a gente, desde o realizador ate ao condutor».

O responsável da Original Films explica ainda que este tipo de condições são comuns e que toda a gente que participou em Portugal Não Está à Venda as aceitou. «Não há nenhuma razão para neste momento levantar-se esta mentira. Mais ninguém levantou essa questão e contratualmente era uma alínea do contrato em que toda a gente tinha conhecimento disso».

Tal como fizemos com Duarte Grilo, questionámos Marcos Badalo com a dúvida óbvia: porque é que dois atores como Rita Pereira e Pedro Teixeira aceitariam fazer um filme sem quaisquer contrapartidas financeiras?

«Há muitos atores que querem fazer cinema porque fazem muita telenovela e é uma forma de ter reconhecimento o seu trabalho. Todos os atores tiveram conhecimento da natureza financeira disto e participaram. O cinema em Portugal é assim. Os atores correram esse risco», explica o produtor.

A versão dos atores: «já sabia que o dinheiro seria uma coisa secundária»

Depois das versões contraditórias de Duarte Grilo e Marcos Badalo, quisemos saber o que os atores tinham a dizer. Contactados através da sua agência, Rita Pereira e Pedro Teixeira remeteram-se ao silêncio sobre esta situação.

No entanto, André Nunes explicou sucintamente os pormenores. O ator começa por ressalvar que «cada um sabe da sua combinação» e que este tipo de acordos são comuns quando os filmes não têm apoios, como foi o caso de Portugal Não Está à Venda.

«Eu já sabia à partida que o dinheiro seria uma coisa secundária. Foi uma situação acordada de início. No meu caso, já tinha esclarecido que pagavam despesas, estadia, mas em relação ao cachê iria depender das bilheteiras», recorda André Nunes que faz questão de frisar que não houve qualquer intenção de má vontade por parte da produtora. 

IN TV7 Dias

Cristina Pereira: actriz brasileira veio a Portugal fazer manifestação!

Cristina Pereira

A conhecida actriz brasileira Cristina Pereira que participou em telenovelas como por exemplo, Vereda Tropical, Sassaricando, Vamp, Floribella, Sitio do Pica-Pau Amarelo, Vidas Opostas, Ribeirão do Tempo, Balacobaco, Pega Pega ou Haja Coração, esteve este domingo na Praça Luís de Camões, em Lisboa, manifestando-se com um grupo de pessoas gritando “Lula Livre”.

Em causa está o facto de Lula da Silva, antigo presidente do Brasil, estar preso acusado de vários crimes.

Quem esteve presente nesta manifestação foi o actor português António Évora, amigo da actriz brasileira.

Vejam as fotos:

FOTOS: facebook de António Évora

Whoppi Goldberg reaparece após grave doença: “Não estou morta, mas fiquei perto de deixar a Terra”

Actriz esteve à beira da morte!

Foi no passado mês de março, numa entrevista ao programa The View, que actriz quebrou o silêncio que vinha mantendo após ter estado à beira da morte:

Eu não estou morta. Eu fiquei muito, muito perto de deixar a Terra. Boa notícia: eu não deixei. Obrigado a todos que me desejaram uma boa saúde , disse a consagrada actriz de 64 anos de idade

Recentemente, Whoopi Goldberg foi internada de urgência devido a uma doença que lhe afectou os 2 pulmões.

“Mesmo as pessoas que não são meus fãs, tinham coisas boas para me dizer. , disse

Whoopi Goldberg contou que esteve perto da morte e que no início, pensou que tivesse apanhado um resfriado e que não fosse mais do que isso, contando que o momento mais tenso foi na altura em que o médico lhe o perguntou se tinha noção de que não morreu por um fio.


BRONCA – Lília Cabral para Mariana Ruy Barbosa: “Você pensa que é quem?”

Estalou o verniz, mais uma vez, nas gravações da telenovela “O Sétimo Guardião” que tem estado no centro de várias polémicas desde que começou a ser gravada pela TV Globo.

Agora, desta vez, um atraso da actriz Mariana Ruy Barbosa deixou toda a equipa pendurada, inclusive a consagrada actriz Lília Cabral que resolveu pedir explicações à frente de todos, à jovem actriz, segundo conta o jornal Extra.

“Você está pensando que é quem? Você é muito nova para achar que pode fazer isso. Garota mimada!” , perguntou Lília Cabral

A justificação de Mariana Ruy Barbosa para o seu atraso foi uma consulta médica. A actriz só chegou às gravações pelas 23h30.

Esta já não é a primeira vez que a actriz Mariana Ruy Barbosa se atrasa nas gravações da telenovela brasileira, deixando todos pendurados nas gravações.

Na Foto: Lília Cabral

TV Globo retira papel a Laura Cardoso

Brasil

A TV Globo tinha atribuído à actriz Laura Cardoso um papel na nova telenovela das 21h00, “A Dona do Pedaço”, trama que será escrita por Walcyr Carrasco.

Mas, depois de ter escalado a actriz para este papel, uma catadora de lixo, o canal brasileiro voltou atrás e retirou a personagem à consagrada actriz, segundo contou a jornalista Cristina Padiglione tendo avançado que Laura Cardoso teria ficado a saber do seu afastamento pelos jornais e revistas.

Perante esta notícia, a TV Globo entrou em contacto com a referida jornalista para esclarecer que, de facto, a actriz Laura Cardoso tinha sido afastada da nova telenovela mas que tinha sido a própria produção da novela a informá-la, e não a imprensa.

Perante a polémica, o canal brasileiro esclareceu ainda porque razão a consagrada actriz foi afastada da nova produção. Segundo a TV Globo, o papel exigiria muito esforço físico e Laura Cardoso, de 91 anos de idade, poderia vir a ter problemas por essa razão.

Segundo a imprensa brasileira, este papel deverá ser atribuído à actriz Betty Faria, a eterna Tieta.

Esta telenovela terá no elenco nomes como Marcos Palmeira, Juliana Paes, Reynaldo Gianecchini, Ágatha Moreira, entre outros.

Nomeados dos prémios Play – Prémios da Música Portuguesa

A primeira edição de Play- Prémios da Música Portuguesa, está marcada para dia 9 de abril.

Filomena Cautela, Inês Lopes Gonçalves e Vanessa Augusto são as responsáveis pela apresentação da cerimónia de entrega dos prémios, promovidos pela Passmúsica, que será transmitida em direto na RTP1.

Além dos vencedores das categorias anunciadas serão também revelados os vencedores do Prémio da Crítica e Prémio Carreira.

Melhor Grupo

  • Dead Combo
  • Diabo na Cruz
  • Linda Martini
  • Wet Bed Gang

Melhor Álbum Fado

  • “Maria” de Carminho
  • “Branco” de Cristina Branco
  • “Sempre” de Katia Guerreiro
  • “Sara Correia” de Sara Correia

Melhor Artista Solo

  • António Zambujo
  • Blaya
  • Dino d’Santiago
  • Diogo Piçarra

Melhor Canção

  • ‘Faz Gostoso’ de Blaya
  • ‘Água de Côco’ de ProfJam
  • ‘Estradas no Céu’ feat. Raquel Tavares de Valas
  • ‘Devia Ir’ de Wet Bed Gang

Melhor Álbum

  • “Mariza” de Mariza
  • “Do Avesso” de António Zambujo
  • “Odeon Hotel” de Dead Combo
  • “Mundo Nôbu” de Dino D’Santiago

Artista Revelação

  • Conan Osiris
  • Papillon
  • Sara Correia
  • Selma Uamusse

Melhor Videoclipe

  • ‘Eu Avisei’ de Blaya
  • ‘Queque Foi’ de Boss AC
  • ‘Amor em Tempo de Muros’ de Pedro Abrunhosa
  • ‘Água de Côco’ de ProfJam

Prémio Lusofonia

  • C4 Pedro – ‘Se Eu Soubesse’
  • Ludmilla – ‘Din Din Din’
  • Matias Damásio – ‘Nada Mudou’
  • Nelson Freitas – ‘Nubian Queen’

Melhor Canção Internacional

  • Ariana Grande – ‘No Tears Left To Cry’
  • Drake – ‘God’s Plan’
  • Kendrick Lamar– ‘All The Stars’ (com SZA)
  • Shawn Mendes – ‘In My Blood’

Melhor Artista Internacional

  • Ariana Grande
  • Cardi B
  • Drake
  • Kendrick Lamar

Iva Domingues deixa a TVI

Iva Domingues comunicou num longo texto que depois de 19 anos na TVI, decidiu assumir um novo desafio profissional e vai integrar a equipa de um novo canal de televisão: o “11”, projeto da Federação Portuguesa de Futebol que estreia em maio. Sobre futebol? Sim, mas aberto à sociedade, aberto a todos. Estar presente na fundação de um projecto desta qualidade , em que acredito desde a primeira hora, é para mim um privilégio e um motivo de orgulho. Um momento único na minha carreira” escreveu Iva, no texto.

Comunicado na íntegra:

“É com muita alegria e grande entusiasmo, que partilho convosco esta novidade: aceitei o convite do Nuno Santos para ser uma das principais caras do 11.

O 11 é um novo canal de televisão e uma nova plataforma de conteúdos.
Sobre futebol? Sim, mas aberto à sociedade, aberto a todos.
Estar presente na fundação de um projecto desta qualidade , em que acredito desde a primeira hora, é para mim um privilégio e um motivo de orgulho. Um momento único na minha carreira.
Quem me conhece, e sabe como vivo e penso a televisão, sabe que o “11” é um desafio irrecusável.

À Tvi, a minha casa durante 19 anos, tenho uma palavra, Gratidão . Muito obrigada a todas e a todos que, ao longo destes anos, me acompanharam nesta viagem incrível e fizeram de mim a profissional que sou hoje.
A Tvi tem e terá para sempre um lugar especial no meu coração. Não é um adeus, é um até já.

Há dois anos decidi, por amor, deixar Portugal para acompanhar e ajudar a minha filha a seguir o sonho, em Los Angeles. Foi uma decisão muito difícil mas também das melhores e mais transformadoras da minha vida.
O que juntas vivemos e experienciámos enriqueceu-nos e mudou-nos para sempre, de uma forma tal, que palavras não são suficientes para expressar o mundo que ganhámos e agora carregamos dentro.
Mas a vida é feita de ciclos e é chegado o momento de, também por amor e de coração apertado, a deixar voar sozinha.
Pertenço ao grupo de pessoas que acreditam que é possível ultrapassar o destino. É esse o exemplo que quero transmitir à Carolina. É o que tenho tentado fazer desde os meus 20 anos, quando terminei a faculdade e me mudei de Braga para Lisboa, para ir atrás do sonho.

Agora, da Califórnia para Portugal, regresso com o mesmo friozinho no estômago e a mesma excitação da juventude para me juntar a esta nova família e ajudar a construir o “11”.”

João Manzarra com novo programa na SIC

João Manzarra estará de volta ao ecrã da SIC, depois de ter conduzido no início deste ano ao lado de César Mourão, a versão portuguesa do programa Lip Sync Battle.

Segundo informação que tem sido divulgada em alguns sites, o apresentador começou a gravar a adaptação lusa do formato espanhol El árbol de los deseos (A árvore dos desejos, em tradução literal), produzido pela Shine Iberia e transmitido pela TVE.

O objetivo do programa é só um: «cumprir os desejos que os mais pequenos têm para os seus pares e familiares». A descrição pode ser lida no site da produtora, que acrescenta que o programa percorre várias escolas, em cujos recreios é plantada uma árvore com uma casa no seu topo. O programa «concretiza histórias emocionantes, comoventes e engraçadas, sempre narradas com um tom muito positivo».

Discovery adquire conteúdos da BBC

O Discovery chegou a um acordo com a duração de 10 anos com a BBC para assumir os direitos de streaming dos conteúdos de história natural da estação britânica.

Nos planos do grupo norte-americano está o lançamento, previsto para 2020, de uma plataforma de streaming de vídeo on demand (SVOD) no segmento de conteúdos factuais que terá entre os pilares da sua programação os conteúdos produzidos pela BBC Studios, incluindo não só todos os conteúdos já disponíveis no portfólio da estação britânica mas também o desenvolvimento de novos conteúdos em conjunto no futuro.

A plataforma ainda não tem nome mas, segundo David Zaslav, poderá ter um custo de subscrição a rondar os cinco dólares por mês.