Uncategorized

Fernando Mendes dedica texto a Octávio de Matos (1939-2019)

voxpoptv.png

O Último Adeus a Octávio de Matos

Fernando Mendes escreveu um texto para se despedir do amigo e colega Octávio de Matos que morreu no passado domingo.

Na sua página oficial de facebook, o apresentador prestou homenagem ao consagrado actor de revista e de humor:

 

AO MEU QUERIDO OCTÁVIO

Pequenino e ladino. E do Porto, dessa gente sem rodeios que é de beijo na boca ou murro na mesa.

Ao OCTÁVIO DE MATOS acho que o vi a primeira vez em palco no ‘nosso’ Maria Vitória, n’O Prato do Dia ou no Pimenta na Língua, teria eu uns 7 anos. Conheci-o antes, que o Octávio era muito amigo do meu pai, guardião dos 4 miúdos Mendes de cada vez que ao Parque Mayer nos dava para ir petiscar estando o meu pai em cena.

A voz que não lembrava a mais ninguém, uma graça que invejava a tanta gente. Só mais tarde soube que o pai dele lhe deu o seu nome, que também era actor e… ilusionista. Adorava digressões. Tinha aquela estaleca dos estaladiços levando comédia e teatro de revista às ex-colónias, onde houvesse emigrantes, pelo país fora. Por mais rica que seja ou um dia venha a ser, a revista à portuguesa e a comédia nunca vão ter maneira de pagar o que lhe devem. Os Mendes adoravam-no, seguiam-no na carreira, preocupavam-se com os desvios da sua sorte e a nossa Mãe Lídia sofria com os seus desamores.

Teve os meus filhos ao colo e os meus netos talvez só lhe ouçam a voz nas dobragens dos desenhos animados, mas cá estarei para lhes contar as muitas histórias do OCTÁVIO DE MATOS. Era da família, de dentro da gente, como uma artéria do coração. Sei que estou na idade em que sou mais vezes convidado para funerais que para baptizados mas, ora pôrra, quem manda NAQUILO LÁ EM CIMA bem podia tirar umas férias.

Muito longas. Um beijo à Isabel e a todos os mais-que-tudo, nos quais os Mendes modestamente e agora com muita saudade se incluem. – escreveu Fernando Mendes

51295888_2276873112345160_3907624974625538048_n.jpg

 

Anúncios

0 comments on “Fernando Mendes dedica texto a Octávio de Matos (1939-2019)

Deixa o teu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s