NOVA POLÉMICA: Administração da RTP terá pedido explicações à Direcção de Informação

5acb514c33032623c829ffef80d89c42_N.jpg

Nova polémica na RTP

Mais um caso a agitar a estação pública que envolve, mais uma vez, a pasta que Paulo Dentinho comanda.

Ontem, sábado, enquanto a RTP3 decidia encerrar o seu bloco informativo “24Horas” à 01h00 da madrugada, SIC Notícias, TVI24, CMTV continuavam a emitir em directo, em emissão especial,  a notícia do momento no nosso país, o grande incêndio de Sintra.

A RTP3, a partir da 01h00 da manhã emitiu um programa gravado sobre a actualidade internacional, ignorando assim, o incêndio em Sintra que envolveu mais de 450 bombeiros.

Nas redes sociais surgiram críticas sobre o comportamento da estação pública perante o facto de a mesma não estar a fazer a cobertura do incêndio:

Comentário de um ex-jornalista da RTP

voxpoptv001.jpg

Outra das várias críticas que se pôde ler nas redes sociais:

voxpoptv002.jpg

” ´Esqueceram-se` de dar a ordem à coordenadora do 24 Horas para prolongar a emissão e assim fazer a cobertura do incêndio de Sintra” – começa por dizer fonte próxima da RTP

Com a SIC Notícias, a TVI24 e até a CMTV a fazerem a cobertura do incêndio de Sintra, a direcção da RTP “deu ordens à continuidade para que metesse directos de Sintra na emissão, isto já sem ninguém em estúdio. Dentinho, como sempre, a dormir. São os directores, e não a coordenadora do noticiário, que têm de dar a ordem para, neste caso, prolongarem a emissão especial, porque qualquer alteração mexe com a grelha do canal. Ainda assim, estão a atirar as culpas para a coordenadora do 24Horas que, repito, não pode prolongar a emissão de um noticiário ou alterar a grelha de programação sem ordem do seu superior, neste caso do seu director.  A administração está ao corrente do que se passou e já terá questionado a Direcção de Informação da RTP” – diz ao nosso site  a mesma fonte

 

Confrontada com esta situação, outra fonte próxima da RTP confirma que o canal de informação da televisão pública esteve cerca de “30 minutos” sem fazer a cobertura do incêndio de Sintra devido “a um pequeno atraso” mas que “a cobertura da RTP3 foi bem feita” e que “as longas emissões, em directo, principalmente durante a madrugada, acabam por se tornar difíceis para todos”

Esta mesma fonte diz ainda à VOX POP TV que “a emissão especial” em torno do grande incêndio de Sintra “durou até às 06h00 da manhã, com o modelo de directos em cadeia (Nota de Rodapé: Directos em cadeia – ou seja, sem pivot a comandar a emissão em estúdio). A RTP não falhou nenhum momento da cobertura. O João (Fernando Ramos) esteve na régie da RTP Porto a fazer aquilo que lhe competia fazer e o Paulo (Dentinho) esteve sempre em contacto com ele”, remata

Fica por saber, a razão do atraso que impediu o arranque da emissão especial na RTP3, enquanto SIC, TVI e CMTV davam aos seus telespectadores as informações minuto-a-minuto sobre o incêndio, coisa que a RTP, após o atraso, também acabou por fazer.

 

 

Anúncios

Deixa o teu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s