Reviravolta: Record TV decide futuro do programa “Domingo Show” de Geraldo Luís

Geraldo-Luis9.jpg

Domingo Show

Os directores da Record TV reuniram com Geraldo Luís para definir o futuro do programa que o apresentador apresenta aos domingos.

“Uma das maiores audiências da Record, o apresentador Geraldo Luís estava na corda bamba da emissora nos últimos meses. A direção da emissora avaliava se era viável deixar o comunicador migrar para outro canal ou não.

De acordo com informações do programa A Tarde é Sua, da RedeTV!, a alta cúpula analisou e viu que não seria boa coisa encerrar o contrato com Geraldo, mesmo com as enormes mudanças no programa Domingo Show, que perdeu tempo, plateia e integrantes.

Geraldo foi chamado para conversar e, em uma reviravolta, os diretores propuseram retornar com tudo o que foi tirado do dominical e ainda incluir novos quadros no programa. As mudanças ainda não possuem data para ocorrer.” IN, TVFoco

Daniel Oliveira faz José Figueiras voltar à SIC generalista

jose-figueiras-esta-de-parabens-o-apresenta-faz-hoje-50-anos.jpg

José Figueiras

O apresentador está de volta ao canal principal do grupo SIC.

Assim sendo, Daniel Oliveira decidiu pegar no programa “Alô Portugal”, exibido na SIC internacional, e colocá-lo nas manhãs úteis do principal canal de Carnaxide.

A partir de amanhã, segunda-feira, José Figueiras vai ocupar o horário das 9h15-10h00.

Manuela Moura Guedes pode estar de regresso à TVI

607862.png.jpg

Manuela Moura Guedes

A frase “Boa noite, eu sou a Manuela Moura Guedes” pode voltar-se a ouvir em breve na TVI

Irei convidar todas as pessoas que achar válidas para o projecto. A Manela não é uma jornalista reformada e o tempo vai dar-me razão – respondeu José Eduardo Moniz quando questionado sobre o regresso da mulher à televisão num novo programa que a TVI24 prepara para estrear em breve

 

Telemóveis: Nokia no top 5 de vendas em Portugal, em 2017

Nokia-3.1-2.jpg

Nokia – Connecting People

A conceituada empresa finlandesa Nokia regressou ao mercado o ano passado, 2017, sob a mão da HMD, que trouxe vários modelos com o sistema operativo Android da Google.

E, em Portugal, a Nokia, logo no primeiro ano após o seu regresso, alcançou um lugar no top 5 de vendas em Portugal no que diz respeito a smartphones.

Os dados são da IDC Portugal.

Este é o Top 5 das marcas mais vendidas em 2017:

  • Huawei: 152 mil
  • Samsung: 147 mil
  • Apple: 84 mil
  • Wiko: 41 mil
  • Nokia: 38 mil

Um bom começo para a Nokia no primeiro ano que regressa ao mercado. Agora com o sistema Android da Google.

No Top 10 Mundial, referente a 2017, ano que regressou ao mercado, a Nokia também surpreendeu ao surgir na posição 9.

141922-phones-review-nokia-8-polished-image1-jotas465wm.jpg

SIC: Daniel Oliveira faz contrato de exclusividade a 2 rostos bem conhecidos do público

naom_59b7a6d73db44.jpg

Daniel Oliveira

Depois de ter dispensado a actriz Margarida Vila Nova. o actual director de programas da SIC segura 2 rostos com um contrato de exclusividade.

Daniel Oliveira, decidiu fazer 2 contratos de exclusividade a Rui Unas e a César Mourão para garantir que não trabalham para a RTP ou para a TVI.

vip-pt-33434-noticia-apesar-das-trocas-e-saidas-na-sic-humor-em-carnaxide-ganha-dois-exclusivos_0.jpg

A contratação de exclusividade foi justificada pelo facto de Daniel Oliveira querer apostar no humor. O director da SIC quer ainda garantir o programa de entrevistas de Rui Unas, Maluco Beleza, num dos canais do grupo de Pinto Balsemão.

De resto, não se conhece qual a duração dos contratos de exclusividade, nem quais os principais pontos exigidos por ambas as partes.

SIC: Daniel Oliveira toma decisão que actores temiam!

img_650x412$2011_10_24_15_20_00_56243.jpg

Daniel Oliveira

As mexidas na SIC continuam a ser feitas pela mão do novo director.

Segundo a revista Mariana, Daniel oliveira já decidiu a nova estratégia para o horário nobre da SIC nas noites de segunda a sexta-feira: começar a ter só uma telenovela no horário nobre, como contou uma fonte à revista revista.

“Até agora, a SIC tinha sempre duas novelas no ar, mas o Daniel [Oliveira] quer apenas uma, porque acha que não se justifica (…) A ideia dele é pôr uma novela depois das notícias e arrancar com o Passadeira Vermelha logo a seguir, porque é um formato que as pessoas gostam. Sempre teve bons resultados na SIC Caras e ele acredita que pode ser um formato vencedor naquele horário”

Depois da destituição de Gabriela Sobral do cargo de directora da SIC, os actores temiam ficar sem trabalho e perder os seus contratos com a SIC.

A VOX POP TV sabe ainda, que esta decisão tem como principal objectivo poupar gastos financeiros para que, no futuro, Daniel Oliveira possa ter orçamentos maiores e poder entrar no mercado para contratar novas caras e comprar novos formatos.

E, mais um a vez, Daniel Oliveira volta a apostar no formato “Passadeira Vermelha” que é um programa de custo reduzido e com uma audiência fiel.

 

 

BRONCA: SIC rompe contrato de exclusividade com Margarida Vila Nova e deixa-a dependente da RTP

img_650x412$2015_09_19_13_39_39_107264.jpg

Margarida Vila Nova dispensada da SIC

Daniel Oliveira terá dado ordens para romper o contrato de exclusividade que ligava a actriz à SIC.

Segundo avança a revista TV Guia, o actual director da SIC terá dado indicação para romper o contrato de exclusividade que a actriz Margarida Vila Nova mantinha com o canal. Tudo porque, segundo uma fonte contou à referida revista, a actriz “não é propriamente barata” e está “muito tempo longe do ecrã” devido aos seus negócios em Macau.

Margarida Vila Nova mantinha ligação com a SIC há 5 anos e, agora, segue para a RTP, tal como a VOX POP TV já tinha noticiado, para fazer parte do elenco de uma nova série sob o título “Sul”

 

Luís Aleluia sofre pelo filho

img_828x523$2018_02_01_22_44_53_107721.jpg

Luís Aleluia

Actor acompanha o filho em dia difícil mas bastante esperado para resolver um problema que vinha há muito a ser presença na vida do filho.

“Por cada dente que rompia o joão tinha uma otite. Foram tantas que acabou por ficar com uma perfuração num tímpano que hoje vai ser corrigida com uma intervenção cirúrgica no Dona Estefânia. Ele está muito ansioso!.. E eu também! Porque será que também nos dói tanto as dores dos filhos?! ❤️🌹 oh, meu bebé… – escreveu Luís Aleluia dando a boa nova aos seus fãs

38228829_1931156896905622_510513406374051840_n.jpg

Bronca: ERC desfavorável à mexida de Paulo Dentinho para formar nova direcção de informação

fa3ac22bd14a237ffb45288aa96591f3_N.jpg

Bronca!

ERC diz que “faltam fundamentos” para as demissões apresentadas, nomeadamente em relação a Hugo Gilberto e Victor Alvez, sub-director de conteúdos da RTP nos Açores.

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) informou hoje, quarta-feira,  não ter dado parecer favorável à destituição de funções do director-adjunto de informação da RTP, Hugo Gilberto, e do sub-diretor de conteúdos da RTP Açores, Victor Alves.

No comunicado que emitiu, a ERC informa que o Conselho Regulador decidiu “não dar parecer favorável às destituições de funções de Hugo Gilberto Neves Martins Sousa do cargo de diretor-adjunto de Informação de Televisão da RTP e de Victor Manuel Silva Alves do cargo de subdiretor de Meios e Conteúdos da RTP e RDP Açores”, porque considera que os motivos que a RTP apresentou careciam de adequada fundamentação:

“A ERC não emitirá, assim, qualquer pronúncia sobre os nomes propostos pela RTP para assumirem o exercício dessas funções, uma vez que os cargos não se encontram efectivamente vagos” – conclui

 

Em relação à destituição de Hugo Gilberto do cargo de director-adjunto, para ser substituido pelo jornalista João Fernando Ramos a ERC, mesmo depois da audição de Paulo Dentinho, conclui que “a requerente RTP não informou a ERC das razões que conduziram à destituição de Hugo Gilberto Neves Martins Sousa, referindo genericamente uma reorganização estrutural, conceito demasiado aberto e não densificado (…) por essa razão, a destituição de funções afigura-se não fundamentada”

A ERC frisa ainda que a sua decisão não visa “qualquer juízo de demérito quanto à pessoa e ao percurso profissional de João Fernando Correia Ramos, proposto para o cargo”.

No caso da destituição de subdiretor de conteúdos da RTP Açores, Victor Alves, a nova direcção de informação da RTP queria o jornalista Rui Goulart nesta função. Também aqui, “a requerente RTP não informou a ERC das razões que conduziram à destituição de Victor Manuel Silva Alves, referindo genericamente que se justificava fazer cessar as respetivas funções, sem outra fundamentação bastante para que a ERC possa emitir um parecer”, segundo a deliberação. A ERC ressalva ainda que a decisão não implica “qualquer juízo de demérito quanto à pessoa e ao percurso profissional de Rui Fernando Oliveira Goulart proposta para o cargo”. “Verifica-se que a exigência de parecer prévio e vinculativo da ERC destina-se a apurar, e garantir, a não discricionariedade das destituições/exonerações, em termos de assegurar que os diretores-adjuntos dos órgãos de comunicação social pertencentes ao Estado e a outras entidades públicas que tenham a seu cargo áreas da programação e da informação sejam garantes de uma atuação isenta, livre, idónea e tecnicamente apetrechada, observa o Conselho Regulador, explicando que, nestes casos, não houve “fundamentação bastante” para tomar uma decisão favorável.

Por lei, é a administração da RTP que tem de apresentar as fundamentações para a destituição, depois de o director, neste caso o director de informação, ter apresentado o plano de alterações com as devidas justificações à administração que, posteriormente terá de apresentar à ERC todas os esclarecimentos e razões para as alterações propostas.

VOX POP TV // CM