“Apocalipse” – tsunami marcou episódio da nova novela da Record TV

APOCALIPSE: a nova novela da Record TV em Portugal

Estreou ontem, terça-feira, a nova telenovela bíblica da Record TV Europa/Portugal.

Será exibida de segunda a sexta-feira, às 21h00.

O primeiro episódio ficou marcado por uma acontecimento da Natureza: um tsunami!

CAPÍTULO 01 – terça-feira: 24/abril/2018

Planeta em guerra em imagens. Com a fome, pessoas sofrem. Se alastram pestes e doenças. Interferência do homem na natureza e como consequência, desastres naturais. Aquecimento global e seus efeitos. Por todo o planeta, desastres e matança. Com os filhos Alan (Maurício Pitanga) e Uri (Phelipe Gomes), se divertem em um resort paradisíaco no continente asiático, nos anos 80, Jonathan (Gil Hernandez) e Elisa Gudman (Deborah Khalume). Para mergulhar em alto mar, sai Alan. Uri ouve um ruído forte enquanto caminha pela praia. Estranha ao ver uma grande revoada de pássaros no céu ele. A paisagem do fundo do mar é contemplada por Alan. O mar se recolhe e deixa a faixa de areia cada vez maior e, na praia, Uri fica intrigado.

Uma movimentação diferente da água durante o mergulho é percebida por Alan e o instrutor. A beleza de Elisa é elogiada por Jonathan. Algo estranho está acontecendo, diz Uri ao se aproximar dos pais. Alguns turistas correndo são vistos por eles, rapidamente. A chegada de um tsunami desespera Jonathan, Elisa e Uri. A onda os engole quando eles tentam correr.

À superfície, retornam Alan e o instrutor. Pelos pais, desesperado, grita Uri ao conseguir sobreviver. Estranham a maré Alan e o professor de mergulho ao voltarem para o barco. Uma criança tenta ser ajudada por Uri, ferido, ao ser vista. O desastre ocorrido é percebido, em choque, por Alan quando em seu barco se aproxima da costa.

Os familiares tentam ser achados por ele. O irmão é avistado por Uri. Emocionados, se abraçam eles. Em Jerusalém, Jonathan e Elisa Gudman são sepultados alguns dias depois. Uri e Alan choram a morte dos pais, acompanhados de Oziel (Castrinho), Marta (Beth Zalcman), Saulo (Guilherme Hamacek), Gideon (Henri Pagnoncelli), Tamar (Jussara Freire), Hanna (Brendha Haddad) e Débora (Manuela do Monte). Uma oração de luto é recitada, em hebraico, por um rabino. Marta, sua mulher, consola, Oziel, irmão de Jonathan, quando se emociona. Hanna é provocada por Débora quando sua irmã percebe que ela olha para o marido dela, Saulo. Enquanto assistem a uma reportagem sobre a tragédia provocada pela tsunami, no Rio de Janeiro, no saguão do aeroporto internacional, Lia (Lucinha Lins) e Ruben Aisen (Norival Rizzo) acompanham as filhas Estela (Rafaela Sampaio) e Susana (Carolina Oliveira).

Para deixar o Brasil se prepara Susana. Um livro antigo de medicina que usou na faculdade com Lia é entregue a ela por Ruben. Promete não os decepcionar, Susana lisonjeada com a atitude do pai. Ao ter que se despedir do filho Felipe (Miguel Roncato), ali no aeroporto, Teresa (Joana Fomm) se emociona. Se preocupa com o futuro dele nos EUA, diz ela. Raquel (Melissa Nóbrega), sua irmã, deve cuidar de Teresa, pede Felipe.

No local de um crime chegam os policiais Luis Sardes (Marcelo Argenta) e Guido (Cleiton Morais). A crueldade do assassino deixam eles perplexos, ao investigarem um homicídio. Alan tenta confortar o irmão uri, na casa de Oziel, em Jerusalém. Não vê a hora de ficar livre dos familiares, diz Débora ao se encontrar com a amiga Ariela (Laryssa Ayres) em um bar. A falta dos filhos Felipe e Oswaldo (Gabriel Reif) é sentida por Teresa, na casa no Rio de Janeiro.

Encantado, caminha pelas ruas, Felipe, em Nova York. Tentando não fazer barulho, Débora chega em casa, em Jerusalém. Ela é questionada por Tamar, desconfiada, que a vê chegando tarde da noite. Estava estudando com sua amiga, Ariela, diz Débora, mentindo. Em um congresso de medicina, no Rio de Janeiro, Lia Aisen discursa. Pela saída do seu filho Oswaldo do presídio, aguarda, ansiosa, Teresa. Emocionado, o rapaz abraça a mãe ao deixar a prisão. Em busca de pistas que possam levar à captura do assassino seguem Guido e Luis Sardes. Hanna tenta ser despistada por Débora e Ariela quando elas se divertem com dois rapazes, em Jerusalém. Uri tenta ser reanimado por Alan. Chegou visita, avisa Saulo ao entrar no quarto. Gideon, Tamar e as filhas Débora e Hanna são recebidos por Oziel e Marta.

Aos sogros Gideon e Tamar, à noiva, Débora, e à cunhada, Hanna, Saulo apresenta Alan. De seus estudos em Nova York, Alan fala. De sua noiva, Débora, nos EUA, ele deve cuidar, pede Saulo. Com a secretária Letícia (Juliana Xavier), se encontram Lia e Ruben, no hospital dos Aisen. Para os patrões, Nicanor (Jayme Periard), o motorista da família, executa algumas funções. É um médico do hospital a vítima encontrada, informam os policiais. Com o crime, ficam inconformados Ruben e Lia. Ao ver que o filho Oswaldo tomou jeito, Teresa fica satisfeita. Mais detalhes sobre o assassinato são descobertos por Guido e Luis. Para a viagem, Débora se prepara, em Jerusalém. Do noivo, Saulo, ela se despede. A filha deve ter juízo, pede Tamar, emocionada.

Com o filho César (Cesar Borges) e a esposa, Ana Sardes (Maytê Piragibe), brinca Luis ao chegar em casa. Sua ex-mulher, Sandra (Cacau Melo), e seu filho tentam ser encontrados, novamente, por Oswaldo. Pelas ruas, ele os procuram.

O assassino entra com um corpo em um galpão e acaba sendo visto por Oswaldo, durante sua busca. A polícia é chamada por ele, desesperado. Sobre a denúncia, Luis e Guido são avisados. Segue em direção à universidade onde Alan estuda, em Nova York, um vulto negro, uma espécie de sombra maligna. Um rastro de destruição por onde passa é deixado pelo vulto. Com o colega Adriano (Felipe Cunha), conversa Alan, na instituição de ensino. Ao lado de Susana, animada, caminha Débora. Débora derruba os livros no chão quando o vulto negro se aproxima dela. Adriano é envolvido pela sombra ao o seguir.

Na direção de Débora ele segue ao parar do nada. Como se estivesse selando seus destino, o vulto passa por Débora e Adriano. Para o colega Adriano, Alan apresenta a noiva de Saulo. Com desejo, eles se olham. Por Susana, Alan se interessa. Sobre a cena que presenciou, preocupado, Oswaldo conversa com Teresa. Do espírito do Anticristo, ele fala. Ao galpão do homicida, Luis e Guido chegam. Foge de carro ao conseguir escapar o assassino misterioso.

Durante a perseguição, os policiais acabam se acidentando ao o seguirem. Desmaia Guido. Dá de cara com a arma do assassino apontada para o seu rosto, Luis, ferido, ao tentar sair do veículo capotado.

Anúncios

Deixa o teu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s