RTP: estratégia de Nuno Artur Silva, Daniel Deusdado e Gonçalo Reis apresenta saldo bastante negativo.

RTP com saldo negativo

Nos últimos 3 anos, a administração de liderada por Gonçalo Reis, onde Nuno Artur Silva geria a pasta de conteúdos/programas e Daniel Deusdado acumulou a direcção da RTP3 e da RTP1.

A estratégia por eles delineada acabou por resultar no afastamento de muitos portugueses. Desde que tomaram posse, em fevereiro de 2015 até à passada sexta-feira, os números da Gfk dizem que esta administração fez a estação pública perder 46 400espectadores.

Actualmente, em 100 pessoas só 12 escolhem sintonizar a sua televisão na RTP1.

Ou seja, em 2015 a RTP 1 tinha uma média de 281 770 telespectadores e agora tem 235 370 telespectadores. O share do canal 1 também desceu muito de 14,78% para 11,92%, uma perda de 2,86%.
Já a RTP2 também apresenta um saldo negativo. Em 2015 tinha 37 970 telespectadores e, actualmente tem 27 470. O share também registou perdas de 0,6%. Em 2015 era de 1,99% e actualmente é de 1,39%.
Anúncios

Deixa o teu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s