Maria Vieira critica jornalista da RTP

Maria Vieira

A actriz não gostou das palavras de um jornalista da RTP e não deixou passar em branco tais palavras.

Em causa está esta reportagem do jornalista e correspondente da RTP no Brasil, Luís Baila:

Clique aqui e veja a reportagem que Maria Vieira critica:

“Eu evito falar naquilo que se passa no Brasil e no Rio de Janeiro em particular, porque tenho dezenas de amigos e milhares de admiradores dos vários lados da barricada política brasileira e não quero ferir as susceptibilidades de nenhum deles, mas aí eu vejo essa notícia na RTP (é verdade, eu agora assisto o Jornal da RTP, porque já não sei mais que porcaria de telejornal português eu hei-assistir, eles são todos tendenciosos e socialistas/caviar, à semelhança dos pseudo-socialistas brasileiros como os milionários Caetano Veloso ou Chico Buarque que propagam o socialismo e que vivem como capitalistas) mas com a morte dessa deputada do PSOL que despareceu em circunstâncias ainda por apurar e que gostava e defendia mais os bandidos e os traficantes do que o policiais que se esforçam, em condições muito difíceis, para proteger os cidadãos brasileiros de bem, que têm dois e três empregos e que são honestos, apesar de todas as dificuldades (eu conheço tantos deles e muitos deles são meus bons amigos no Brasil) eu senti necessidade de denunciar a atitude do jornalista da RTP que no final da sua pobre e «inclinada» reportagem afirma que a polícia é a que mais mata no Brasil, em vez de reportar a realidade e dizer que quem mais mata no Brasil são os bandidos, os traficantes de droga e os vagabundos e os parasitas que não querem trabalhar e que vivem à custa da esmagadora maioria dos honestos trabalhadores brasileiros que comem o pão que o Diabo amassou para tocarem a sua vida para a frente.

Eu conheço a realidade brasileira, vivi nesse país que amo de coração durante 3 anos e fico muito revoltada quando as notícias, em vez de serem notícias, são declarações sectárias que defendem partidos e posições políticas que no caso do Portugal Socialista, corrupto e falido onde ainda vivo, se preocupam em defender aquilo que mais jeito lhes dá em vez de apenas se cingirem à verdade dos factos.

E quero terminar, desejando os meus mais sinceros pêsames à família e aos amigos da vereadora Mariel Franco que apesar de estar muito longe da minha margem política foi uma mulher que teve a ousada de defender aquilo em que acreditava. Que Deus a guarde.” – escreveu há momentos na sua página de facebook

Anúncios

Deixa o teu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s