Nuno Artur Silva assinou contrato entre a RTP e a Just Up mesmo sabendo que produtora não pagava ordenados!

Polémica na RTP!

É mais um caso a envolver o ex-administrador responsável pelos conteúdos da estação pública.

Segundo avança o Correio da Manhã, a RTP assinou contrato com a produtora Just Up, a mesma que era responsável pela série de época “Ministério do Tempo”, mesmo depois de já saber da paragem dos actores por falta de pagamento.

O contrato assinado pela a RTP e a Just Up seria para produzir uma série que girava em torno de um grupo de advogados que tentava repor os erros da justiça portuguesa. “Último Recurso”,  era este o nome da série a ser produzida.

O orçamento total da série era de 905 687 euros, sendo que, deste valor global, 650 mil (50 mil por episódio) eram suportados pela RTP.

Contactada pelo Correio da Manhã, os responsáveis da RTP preferiram remeter-se ao silêncio.

Em 2016, segundo avança o jornal da Cofina, “a série ‘Último Recurso’ saiu da consulta de conteúdos lançada pela RTP em 2016, sendo que as gravações só iriam avançar quando ‘Ministério do Tempo’ fosse terminada, o que não chegou a acontecer.”

Anúncios

Deixa o teu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s