Sara Norte fala da Censura da RTP

Sara Norte

A actriz falou recentemente da sua participação no filme e série que a RTP exibiu durante 5 cinco dias, da autoria de João Canijo.

No filme “Caminhos da Alma – Fátima” há uma cena de nú integral que relata a higiene pessoal e intima das peregrinas, que são as personagens principais do filme, num balneário onde tomam duche. Personagens interpretadas pelas actrizes Rita Blanco, Sara Norte, Teresa Tavares e Cleia Almeida.

Quando a RTP exibiu o filme em formato de série, essas mesmas imagens foram censuradas pelo canal público, tendo sido cortadas.

Agora, a actriz Sara Norte reage à atitude da RTP:

“É uma cena filmada como outra qualquer. Sim, está lá tudo. Só não passou na série da RTP. Passou em todas as versões do filme, só na série de cinco episódios na RTP é que não”, afirmou Sara Norte

E acrescenta: “Essas imagens (de nudez integral), fazem parte do filme, quer na versão longa, quer na curta. É uma cena em que tomamos banho nuns bombeiros depois de quilómetros a pé. É uma cena de um banho de peregrinas. Faz parte do filme (…) É um pouco parvo: como é que, em pleno século XXI, se fala assim de nudez? Como é que o corpo feminino ainda é tabu?”

Eduardo Cintra Torres arrasa Nuno Artur Silva

Crítico de TV não poupa ex-administrador da RTP

Na hora de fazer o balanço da passagem de Nuno Artur Silva pela a RTP durante 3 anos, o conhecido crítico de televisão avalia as decisões tomadas pelo dono do Canal Q e das Produções Fictícias.

Convidado pela revista TV Guia para avaliar o trabalho de Nuno Artur Silva, Eduardo Cintra Torres não teve papas na língua:

“Esta saída corresponde ao seu perfil pessoal e não tem surpresas. Nuno Artur Silva ficciona tudo o que faz. E fez a  sua própria produção fictícia no momento de saída da RTP” – começa por dizer, referindo-se ao texto que Nuno Artur Silva colocou na sua página de facebook sobre a sua demissão.

Nuno Artur Silva disse que foi vítima de uma “campanha difamatória”, Eduardo Cintra Torres diz que “a única coisa difamatória seria Nuno Artur Silva dizer que não é dono das Produções Fictícias e do Canal Q (…) seria bom que apresentasse uma só prova de que foi vítima da tal campanha vil”

Sobre os 3 anos de reinado de Nuno Artur Silva, o crítico de TV diz que  foi “um projecto falhado, que não melhorou os conteúdos de programação” tendo sido “praticamente três anos perdidos, excepto na mudança do modelo do Festival da Canção, que correu bem”

Quanto ao futuro, Eduardo Cintra Torres diz que não será muito diferente “Vai continuar com o mesmo modelo falhado. A RTP faz-me lembrar aquelas tragédias gregas em que sabemos que o rei vai morrer na final. A equipa dos conteúdos falhou no modelo das séries sem relevância, sem qualidade. Nuno Artur Silva criou um boom de séries irrevelantes  para a grande côrte que viveu na sua dependência”

“As 50 Sombras de Grey” baixou audiência da TVI

TVI exibiu filme em vez da novela

Ontem, dia 14 de fevereiro, Dia dos Namorados, a TVI decidiu cancelar a sua habitual novela para exibir o filme de sucesso “As 50 Sombras de Grey”.

Apesar de ter alcançado uma razoável audiência, o que é certo é que sem a exibição da telenovela “Jogo Duplo” o canal de Queluz de Baixo acabou por perder telespectadores.

Assim sendo, o filme da TVI alcançou 6,2% de rating e 23.6 de share.

A SIC liderou com a telenovela “Espelho D´Água” com 8,6% de rating e 24,9% de share e passou para segundo lugar quando iniciou a exibição da telenovela brasileira “O Outro Lado do Paraíso” que registou 4,9% de rating e 21,0%.

A RTP1 ficou no último lugar do pódio com o programa “Cá Por Casa” de Herman José que registou 2,3% de rating e 7,5% de share e com a série “Segurança Nacional” que marcou 0,7% de rating e 4,0% de share.