“Belaventura”: está a chegar a Portugal a primeira telenovela medieval do mundo!

Belaventura

É a primeira novela medieval do mundo e chega já este mês a Portugal.

A nova telenovela tem a chancella da Record TV e tem estreia marcada para o dia 19 de fevereiro.

SINOPSE

No início do século XV, a guerra entre Redenção e Valedo – comandados pelo duque Otoniel (Kadu Moliterno) e pelo conde Severo (Floriano Peixoto) – chega finalmente ao fim com um acordo de paz para unificá-los, criando o reino de Belaventura, no qual o primeiro deles é coroado rei após uma disputa de justa. Otoniel é pai do bondoso principe-herdeiro Enrico (Bernardo Velasco), da romântica Lizabeta (Adriana Birolli) e da amarga Carmona (Camila Rodrigues), que despreza o irmão por não ter sido escolhida como sucessora ao trono, mesmo sendo a mais velha, e está disposta a conquistar o posto.

Os três são filhos de Vitoriana (Juliana Knust), que é envenenada durante o torneio e falece, caindo a culpa em Severo, que se vê obrigado a fugir por longos anos. É também na festividade que Enrico, aos dez anos, conhece Pietra (Rayanne Morais), plebeia por quem ele se apaixona e não consegue mais esquecer. Passados quinze anos, Pietra se tornou uma moça forte e bela, que foi criada pelo músico bêbado Biniek (Paulo Reis) depois que sua mãe, Lucy (Larissa Maciel), desapareceu, deixando-a sem respostas sobre quem é seu pai ou o que há dentro de uma misteriosa caixa que lhe aconselhou a esconder, a qual é entalhada com o brasão de um antigo e longínquo reino.

No passado a camponesa havia sido acusada de bruxaria por mexer com ervas e curandeirismo, conseguindo fugir com sua filha de colo, mas sendo encontrada pelo maquiavélico Cedric (Giuseppe Oristânio) – conselheiro do rei e com sede de poder, que se une com quem lhe for mais conveniente – e levada novamente. Ele faz parte da Ordem Pura, um grupo inquisitor que promove a caça às bruxas.

Não tarda para que Enrico reencontre Pietra depois de tanto tempo e os dois, entregues ao amor proibido, decidam lutar para ficarem juntos. O casal terá como mentor Bartolion (Paulo Gorgulho), conselheiro real que conhece os segredos dos poderosos e ajudara-los na missão de unir realeza e plebe, embora tenham que enfrentar Otoniel, que planejava casar o filho com Tamar (Lidi Lisboa), sobrinha de Páris (Bemvindo Sequeira), um conde mal-humorado e pão-duro, que vê nela a chance de multiplicar sua fortuna mesmo contra sua vontade.

Além disso, Severo retorna ao reino com o coração tomado por ódio e vingança, sendo cada vez mais manipulado por sua esposa, Marión (Helena Fernandes), uma condessa ambiciosa, que nunca aceitou o fato de não ter se tornado rainha e pretende usar todos os artifícios para conquistar seus objetivos, manobrando o marido para que ele conspire contra Otoniel.

Ela é amante de Fernão (Victor Pecoraro), braço-direito do conde, embora nunca tenha sido aceita pela mãe de Severo, Leocádia (Esther Góes), que sempre enxergou sua verdadeira face. Os condes são pais de Arturo (José Victor Pires), Jacques (Leandro Lima) – rapaz justo, porém inocente sobre a índole dos pais, que o manipulam – e de Brione (Juliana Didone), que vive também um romance proibido com o Gonzalo (Alexandre Slaviero), carpinteiro filho de refugiados, que tenta encontrar o irmão sequestrado do ventre de sua mãe por um misterioso encapuzado quando ela deu a luz sozinha em casa.

Na vila dos plebeus ainda há outras histórias. A fogosa dona do mercado, Polentina (Bárbara Borges) sempre é disputada pelos homens e vive em guerra com Matriona (Angelina Muniz), a escandalosa dona da hospedaria, que leva o marido Quixote (Élcio Romar) na rédea curta e trata como criança o filho Tácitus (Alexandre Barillari) – rapaz de bom coração que se torna quadrilheiro ao salvar Carmona, apaixonando-se pela arrogante princesa. Ele é grande amigo de Daros (Ivan Mendes) e Gregor (Marco Antônio Gimenez), dois justiceiros que roubam mantimentos dos ricos para doar aos pobres e que, juntos com Tácitus, formam um trio de exímios arqueiros. Esse mesmo espírito aventureiro tem Accalon (Paulo Lessa), caçador de recompensas amigo dos três e que está em busca de desvendar os mistérios do reino.

Já o implacável Falstaff (André Mattos) é dono da taberna e agiota local, não medindo violência para cobrar seus credores e maltratar a jovem Dulcinea (Anaju Dorigon), a quem criou sem nenhum amor. Aos préstimos da monarquia ainda está Corinto (Eri Johnson), um bobo da corte depressivo e pessimista, além do casal Mistral (Leonardo Franco) e Elia (Sílvia Salgado), o tesoureiro real e a dama de companhia dos príncipes, que sempre os criou com todo amor como se fossem seus filhos após a morte da rainha. Tudo mudará com a chegada de Selena (Gisele Itié), uma atraente e enigmática moça, que causará reviravoltas, além do retorno de Lucy em busca de vingança // in – wikipédia

Anúncios

Deixa o teu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s