Última Hora: Maria Vieira fala sobre Pedrogão Grande

ÚLTIMA HORA

Maria Vieira diz que evitou falar no assunto que está na  ordem do dia em Portugal, a tragédia de Pedrogão Grande mas quebrou agora o silêncio:

“Tenho mantido silêncio sobre esta tragédia que se abateu sobre o meu país por respeito às vítimas deste Inferno que não tem Deus que o salve. Mas agora chegou a altura de denunciar a incúria, a incompetência, o desleixo, a mentira, o ultrage e a inércia deste governo socialista/comunista/bloquista que não foi eleito (repito: que não foi eleito) pelos portugueses e que não sabe como cuidar e proteger os cidadãos que não os elegeram e que continuam sendo vítimas da demagogia e de todos crimes por negligência que foram cometidos contra as vítimas deste desastre que está muito longe de ter fim!

Os jornais internacionais (eu vejo regularmente os noticiários do resto do mundo) estão passando imagens do Inferno vivido por um povo sofrido e enganado há muitos anos e que agora é vitíma da maior tragédia que o nosso país jamais tinha vivido desde há mais de 50 anos!!! Evolução. Desenvolvimento. Progresso. Onde estão todas essas promessas garantidas pelos usurpadores que tomaram o poder em Portugal? Em tempos idos o PSD era atacado por não saber estancar esta desgraça dos fogos e agora tenta-se desculpabilizar este desgoverno de esquerda pela maior tragédia que o país e os portugueses estão vivendo?!?

Não estou defendendo partidos nem líderes políticos de outras cores mas apenas constatando a realidade e a realidade é que nunca tal catástrofe foi vista em Portugal. Afirmei recentemente e publicamente que “Vivemos num país falido que faz de conta que vive bem” e creio que essa frase define o que vivemos nesta pequena nação entregue a gente que não sabe nem quer fazer o que deve ser feito porque prefere vender a nossa terra, o nosso povo, a nossa indepêndencia e a nossa liberdade àqueles que, na UE e na ONU nos ditam aquilo que devemos fazer. Sinto tristeza. Sinto vergonha.

Choro por quem morre assim num país dito civilizado e sinto raiva por ver esta gente que desmanda o meu país destruindo a minha terra, o povo da minha terra e a dignidade que lhe resta! – escreveu agora mesmo Maria Vieira nas redes sociais

 

Anúncios

One Comment Add yours

  1. Antonio Machado diz:

    Perdeu uma boa ocasião para poupar na tinta e no verbo, como se o governo, seja ele qual for, tivesse responsabilidade no sucedido. Quando isto acabar veremos se houve ou não alguma descoordenação. Para avivar a memória a quem parece tê-la perdido, perguntarei onde estava ela no Verão de 1966, quando ardeu a serra de Sintra e nela alguns generosos militares; perguntarei onde estava a escriba no final de 1967, quando se deram as enormes cheias no Ribatejo; . Perguntarei que personagem representava, quando na madrugada de 29 de Fevereiro de 1969, Lisboa foi abalada por um enorme sismo causando grandes estragos no Hospital de S. José e em outros grandes edifícios; perguntarei por onde andaria quando no dia 1 de Janeiro de 1980 toda a Ilha Terceira foi destruída por um violento terramoto causando inúmeras vitimas repetindo-se anos mais tarde, embora com menor intensidade na Ilha do Faial; voltarei a perguntar em que país andaria quando ainda nos anos recentes a Ilha da Madeira sofreu de enormes cheias e posteriormente ardeu durante vários dias ? Para tudo isto uma única, singela , tendenciosa e ignorante resposta: A culpa é ou foi do governo socialista/ comunista / bloquista (sic). Que descansem em paz Oliveira Salazar e todos os outros vivos e defuntos que lhe sucederam.

Deixa o teu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s