ÚLTIMA HORA: morreu a cantora da “Lambada” de causas não naturais!

Morreu a cantora do êxito “Lambada”

A cantora Loalwa Braz, ex-vocalista do grupo Kaoma e voz do clássico “Lambada”, morreu esta quinta-feira, com 63 anos, dentro de um carro incendiado.

A cantora brasileira Loalwa Braz, a voz de “Lambada (Chorando Se Foi)”, um dos maiores êxitos da década de 90, foi encontrada morta esta quinta-feira dentro de um carro incendiado na Região dos Lagos, no estado do Rio de Janeiro. A intérprete tinha 63 anos.

As autoridades contaram à imprensa brasileira que uma equipa dos bombeiros foi destacada, por volta das três da manhã desta quinta-feira [hora brasileira] para combater um incêndio numa residência. A imprensa especula que esta seja a casa da cantora, apesar da polícia não o ter confirmado.

Ali perto, receberam outro pedido, para combater as chamas que consumiam o carro onde se encontrava Loalwa Braz. Sabe-se também que as autoridades continuam a investigar este caso para apurarem mais detalhes.

A voz de “Lambada” foi a vocalista do grupo Kaoma entre 1989 e 1999, tendo também percorrido um percurso na música a solo depois disso. Loalwa Braz chegou a entrar para o Livro do Guinness como “uma das 20 vozes mais ouvidas no mundo”.

VOX POP TV com JN

 

A notícia dada pela GLOBO

Loalwa Braz, do Kaoma, é achada morta em carro incendiado, diz polícia

Veículo estava em distrito de Saquarema, RJ, nesta quinta (19).
Artista ficou conhecida pelo hit ‘Chorando se foi’.

A cantora Loalwa Braz Vieira, ícone da lambada e famosa pelo hit “Chorando se foi”, morreu em Saquarema, na Região dos Lagos do Rio. O corpo dela foi encontrado dentro de um carro incendiado na manhã desta quinta-feira (19). Segundo a polícia, homens invadiram a pousada de Loalwa, de 63 anos, onde ela também morava, e a colocaram no carro onde o corpo foi encontrado, na Estrada da Barreira, no Distrito de Bacaxá. A 124ª Delegacia de Polícia investiga o caso

Segundo a polícia pelo menos dois homens, funcionários chegaram a relataram quatro pessoas, invadiram o local. Ela gritou por socorro e um funcionário foi quem pediu a outro para chamar a polícia. Os dois já foram ouvidos pela polícia.

O trabalho de perícia foi realizado durante a parte da manhã. Um botijão de gás foi identificado no interior do veículo. A pousada também foi incendiada, conforme explicou o comando do Corpo de Bombeiros.

 

De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros, Leonardo Couri, a equipe foi chamada por volta de 3h40 da madrugada desta quinta para combater um incêndio no  imóvel da cantora, o fogo consumiu o sótão.

Segundo o comandante, enquanto a equipe trabalhava na casa, um novo chamado foi feito.

“Era para conter as chamas que consumiam um carro. Dentro do automóvel, a equipe identificou que havia um corpo carbonizado e a perícia foi acionada. Foi tudo muito rápido”, afirmou Leonardo Couri. O corpo ainda não chegou ao Instituto Médico Legal de Araruama.

Segundo o comando do 25º BPM está sendo dado todo o apoio necessário ao trabalho da Polícia Civil para que os suspeitos sejam identificados e localizados.

carro-loalwa1.jpg

carro-loalwa.jpg

 Sucessos da lambada
Loalwa nasceu no Rio de Janeiro e iniciou a carreira aos 13 anos. Cresceu em meio à música, tendo o pai chefe de uma orquestra popular e a mãe pianista clássica. A artista ficou conhecida como a voz da lambada, ritmo que se consagrou nos anos 80. Vocalista do grupo Kaoma, Loalwa alcançou o topo das paradas musicais com “Chorando se foi”, que foi levada a 116 países ao longo de duas décadas.

Ela permaneceu no grupo de 1989 a 1999. Um dos discos mais famosos foi “Worldbeat” (1989), que, além de “Chorando se foi”, trazia a faixa “Dançando lambada”.

A cantora teve mais de 25 milhões de discos vendidos e mais de 80 discos de ouro e de platina.

Seu talento garantiu reconhecimento dos maiores da MPB, como Gilberto Gil, Tim Maia, Alcione, Maria Bethania, Emílio Santiago, Gal Costa e Caetano Veloso. Esses cantores chegaram a gravar canções com Loalwa entre 1975 e 1985, ano em que ela passou a morar em Paris, logo após o show “Brésil en Fête”, no Palais des Sports.

A cantora se apresentou em templos, como Paradis Latin, Méridien (Paris) e Madison Square Garden. A artista era membro da Academia Francesa de Artes, Ciência e Letras, pela qual foi condecorada com a medalha de prata (Prix Throlet)

IN, G1, Globo

Anúncios

Deixa o teu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s