Sofia Ribeiro: a actriz venceu o maldito cancro!

A actriz Sofia Ribeiro anunciou a boa.nova: venceu o cancro da mama.

Num longo texto, a actriz da TVI desabafa e anuncia a sua felicidade.

Leia agora, na íntegra, o texto que Sofia Ribeiro escreveu:

“Temos uma lesão da mama com cerca de 6 centímetros, um Carcinoma”………
E passo a ouvir piiiiiiiiiiiiiiiiiiiii….

Tenho 31 anos bem vividos.

Nunca parti um osso , (a cabeça e o queixo não contam)!… Tive um grande acidente de carro mas felizmente ficámos todos inteiros, também não conta! Posto isto, até há algum tempo atrás só tinha tirado sangue para fazer exames de rotina. Sementes, fruta, legumes, verduras peixe e carnes brancas? Já éramos íntimos. Fazia atividade física com muita regularidade e apesar disso e de tantas outras coisas em busca do que achamos hoje, ser saudável, 280 dias atrás fui diagnosticada com um cancro da mama que veio mudar para sempre a minha vida.

Olhando para trás, passei por injeções várias para estimular a ovulação, meses de quimioterapia, exames, análises, agulhas de perder a conta, a entrar e sair do meu corpo, 3 cirurgias, 2 anestesias gerais, 1 sedação, um mês de radioterapia, incontáveis horas em diversos hospitais, médicos e salas de espera, entre tantas, tantas, outras coisas que nunca, nem nos piores pesadelos fizeram parte do meu dia-a-dia.

Não satisfeita com a lista acima , também pude experiênciar cortar o cabelo, raspar a cabeça, ser careca durante uns 6 meses, sentir das melhores sensações da minha vida, a água a cair na cabeça todos os banhos! Mudei a pele, vi-me mudar de cor. Vi a minha cara, o meu corpo, a minha alma deformada. Tive a pele mais macia que veludo e mais pálida que um fantasma. Perdi as minhas grandes mamocas mas ganhei leveza para os 8 quilinhos que chegaram com tudo. Aprendi a lidar com ausências como com o cansaço. Frios, calores repentinos e intensos da “menopausa” ( que me vão acompanhar nos próximos 5 anos por conta do comprimidinho cor de rosa, o Tamoxifeno)… Chorei baba, ranho, passei noites acordada e dias a dormir, senti-me perdida, com medo, insegura, zangada achei algumas vezes que ia perder as forças, Ri muito, vi pores do sol…Fiz tudo o que tive vontade!…Ou quase tudo!… Mas, e todos os novos dias desde o primeiro, acordei comigo. – Não faço ideia o que um dia me vai levar mas desta não vai ser.

Enquanto os MEUS viravam as vidas do avesso para me ajudar, em tantos momentos que nem conseguia pensar. A minha casa virava um acampamento…, chegamos a dormir três na mesma cama! Fizeram turnos, tinham uma “ordem de trabalhos” tudo só para me aliviar.

Manifestações de carinho, de apoio, chegaram de todos os lados. Colegas de trabalho, diretos ou indiretos…Pessoas que eu nunca vi, abraçaram-me na rua a torcer por mim… Vocês! E a troca de energia boa e solidariedade que se gerou por aqui…

Todos os “parceiros” profissionais a confiar em mim… Até a imprensa, que tantas vezes é injusta e maldosa na sua maioria foi digna. Digna, comigo e com o tema!

A 13 de Novembro, quando o meu chão se abriu debaixo dos pés partilhei que ia fazer parte do grupo de Mulheres guerreiras que ganharam ao cancro. E desde esse dia, tornei-me “responsável” por pelo menos três vidas além da minha, que fizeram um diagnóstico precoce e estão neste momento a caminho da cura, como eu. Troquei mensagens de apoio, desabafos sinceros, que por vezes não confessavam aos próprios familiares e maridos…Ou simples palavras de amor. Mulheres e miúdas como eu, que tantas vezes ilustraram os meus posts, com as suas carequinhas de super mulheres! Encontrei nelas e elas em mim, alguma forma de motivação e esperança.

E se hoje o desfecho não fosse este?!

Se não fosse este, todo o amor que senti, tudo isto, já foi mais que suficiente para acalmar o coração e mostrar o propósito de certas coisas na nossa vida.
Obrigada é pouco, a todos os que me cuidaram, confiaram e torceram por mim!

Aos 20 anos achamos que somos invencíveis e que abusar do nosso corpo significa viver intensamente. Posso afirmar com toda a certeza que estamos redondamente enganados.
Viver intensamente nada tem a ver com submeter o corpo a riscos desnecessários.
Viver intensamente é sobre Amor, Amigos, viagens, gargalhadas e banhos de mar!
O resto é a nossa negligência disfarçada de intensidade. De felicidade vazia.

Nove meses se passaram e digo-vos amigos no auge da beleza, saúde e juventude! …: Vocês não são invencíveis. Cuida-te, tem respeito por ti! Faz os teus exames de rotina independentemente da idade que tens.

Não adies a contar que não vai acontecer contigo! Entrei nesta luta para ganhar mas se tivesse deixado para mais tarde, hoje talvez ela estivesse perdida!… Mas não está!!!!!
“Terminou Sofia, parabéns…Fase concluída.”

Oiiiii?! Terminou?! Tenho que me sentar…é isso ou vão-me apanhar ao chão. Não quero chorar, não quero!Mas as lágrimas têm vida própria e querem fazer parte da festa aos pares. Tremo dos pés à cabeça, parece mentira, não consigo verbalizar…Só consigo pensar….

OH MEU DEUS, MEU DEUS, TERMINOU? E AGORA?! EU CONSEGUI?! CONSEGUI!!! CONSEGUI! Car%£¥••%#*+&€@🙀!!!

Por ti, por mim, pela vida, OBRIGADA!!!!!!!” – escreveu nas redes sociais

Anúncios

Deixa o teu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s