Júlio Isidro: o que tem ele a dizer sobre os incêndios?

Num longo texto, o apresentador da RTP fala da catástrofe dos incêndios no nosso país.

Leia agora o texto, na íntegra, que o rosto da RTP Memória escreveu:

“SOLIDARIEDADE. UM FOGO QUE ARDE SEM SE VER…MAS QUE SE SENTE.

As imagens queimam a alma. As palavras de alguns repórteres sofridos, sublinham o sofrimento de gente que chora e luta.
Os bombeiros dão tudo oque têm, até à exaustão, para susterem o inimigo que galga a terra e destrói tudo por onde passa.
Esses heróis têm muito menos do que aquilo que merecem.

São homenageados uma vez por ano no rescaldo de mais uma batalha que venceram, continuando a perder a guerra.
E vem depois um certo esquecimento…..

A eles juntam-se os cidadãos deste país que é muito melhor do que o pintam.

Os jovens da Cruz Vermelha ou os Escoteiros limpam casas, recolhem despojos, amparam velhos e acariciam crianças.
Os Bancos, abrem os cordões à bolsa, BPI,Santander/Totta, Millennium/BCP/ , Caixa Geral de Depósitos e outros que se seguirão, num contributo que vai muito além da frieza dos números com que lidam todos os dias.

O Continente tem as prateleiras à disposição dos bombeiros para se servirem dos bens essenciais.

A Prio abastece os carros dos bombeiros sem custos e a GALP ajuda monetariamente.

O clubes de futebol, Sporting, Benfica, Belenenses, Vitória de Guimarães, Arouca e decerto todos os outros, recolhem alimentos para quem deles precisa.

Os artistas vão dar o seu talento e arte com bilheteiras a favor desta causa que é um renascer das cinzas.

O exemplo veio da querida AnaBola que dá o seu “Sem Filtro” para que nunca mais beatas incendeiam as florestas.

Isto é o que sei de hoje. Faltam muitos nesta referência a quem presto a minha homenagem.

E há os portugueses no seu quase todo, de mangas arregaçadas contra o infortúnio dos seus concidadãos.

Foi a televisão, a rádio, os jornais e a net que me mostraram o que vos digo.

Que grande país é este feito de gente que se ergue do chão, nunca numa apagada e vil tristeza.

Aqui estou disposto a ajudar em qualquer iniciativa para que me solicitem.

A solidariedade seja como o amor: Um fogo que arde sem se ver.” – escreveu Júlio Isidro

Anúncios

Deixa o teu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s