Malato triste com a RTP | Media & TV – VOX POP TV

É aos 51 anos de idade que José Carlos Malato enfrenta o deserto na RTP, sob  a direcção de Daniel Deusdado.

Numa entrevista exclusiva a uma revista semanal, o apresentador da RTP confessa-se triste com a RTP e diz que sente que poderia dar muito mais à RTP do que actualmente dá.

“Deixei de ser uma figura principal da RTP”

A situação na qual se encontra na estação pública, sem programa,  não está a ser nada fácil para José Carlos Malato, o próprio confessou isso mesmo: “Era para ter ido ao Brasil, por causa dos Jogos Olímpicos, mas, entretanto, existiram umas questões que não se resolveram… Mas isso não quer dizer que não vá…“, atira.

Cartaz RTP chegou ao fim

Com o fim do único programa que apresentava na RTP1, José Carlos Malato tem esperança que em setembro lhe seja atribuído um novo programa, até porque não sabe se o “Cartaz RTP” volte à antena da estação pública: “Acabou  a temporada do Cartaz RTP, e ainda não sei se vai voltar. Estou na expectativa do que vai acontecer, mas hão-de vir aí boas notícias“, desabafou.

MALATO NA PRATELEIRA

Com mais de 10 anos ao serviço da RTP, Malato nunca esteve na prateleira como está agora e, apesar desta situação, garante que a RTP é a sua casa: “Sinto que posso dar muito mais, mas também sinto que, do ponto de vista da direcção, estão a perceber isso.. Portanto, tenho muita esperança de que vão aproveitar essas minhas capacidades para o futuro“, diz.

Confrontado com a pergunta se se sente na prateleira, Malato respondeu assim: “Realmente, não estou à frente, estou mais de lado, mas é o que é agora. Acho que toda a gente já passou por isso. Mas tenho muita esperança .. De facto deixei de ser uma figura principal. São mais os humoristas, pois a RTP deixou de ser uma televisão de figuras, ou seja, não há vedetas. Mas não sou, de facto, uma figura principal, como estava habituado a ser.

A NOVA DIRECÇÃO DE DANIEL DEUSDADO

Já sobre a actual direcção de programas da RTP1, liderada por Daniel Deusdado, José Carlos Malato diz o seguinte: “Claramente houve uma opção por outros conteúdos e outras pessoas (…) Isso não posso negar

É a primeira vez que estou a passar por isto  e não nego que é um bocadinho difícil. Todavia, acredito que, mais cedo ou mais tarde, isso vai ser valorizado” , disse no fim da entrevista.

Anúncios

Deixa o teu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s