Hoje começa o Verão e há Lua de Morango no céu!

1466419247lua.jpg

É a primeira vez, desde 1967, que estes dois fenómenos astronómicos coincidem pelo que este solstício se torna mais especial e raro. Assinalando o início do verão, este dia 20 de Junho vai ser o mais longo do ano, com cerca de 15 horas de luz solar em Portugal continental.Como explica o Observatório Astronómico de Lisboa, este ano o Solstício de Verão ocorre no dia 20 de Junho às 22h34min. Este instante marca o início do Verão no Hemisfério Norte, estação que se prolonga por 93,66 dias até ao Equinócio do Outono que acontece no dia 22 de Setembro de 2016 às 15h21min.

Os solstício representam os pontos da eclíptica em que o Sol atinge posições extremas de altura em relação ao equador, isto é, pontos em que a declinação do Sol atinge a sua posição máxima, no solstício de Verão, e mínima, no solstício de Inverno.

O solstício é sempre um evento astronómico importante mas este ano, por coincidir com a “Lua Morango” (como chamam os índios da América do Norte à lua cheia de junho, já que representa a melhor altura para apanhar os morangos) terá um significado ainda mais especial.No Reino Unido, por exemplo, milhares de pessoas vão juntar-se este segunda-feira à noite, no local histórico de Stonehenge, para observar no céu esta lua que traz consigo o verão.

E, segundo indica o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, o verão chega sem chuva e com calor. Por isso, hoje e nos próximos dias já sabe: prepare-se para apanhar morangos, olhar a lua cheia e arrumar a roupa de inverno.

In, BoasNotícias

Exclusivo: SIC prepara-se para acabar com o programa das “Cartas”

dddddddd.png

EXCLUSIVO VOX POP TV

Francisco Pedro Pinto Balsemãoestá pelos cabelos” com o programa das “Cartas” das manhãs da SIC.

img_890x500$2016_01_11_18_24_52_272232_im_635881335206522768.png

Em menos de 1 mês, a SIC tem estado nas bocas da Internet pelos piores motivos. Tudo, por causa do programa “A Vida nas Cartas: o Dilema” apresentado pela taróloga Maria Helena

Depois da taróloga Carla Duarte ter sido despedida do programa, devido às declarações que fez em directo, sobre a violência doméstica que uma telespectadora se queixava.

Agora, surgiu na emissão do programa, em directo, a taróloga Maria Helena a oferecer-se para resolver assuntos judiciais.

Segundo contou ao nosso site uma fonte próxima da SIC, o actual presidente do grupo já pediu algumas diligências: “O Pedro já pediu informações acerca do programa. Quer saber quando termina o contrato, quer saber a rentabilidade do programa em termos de ganhos para a SIC e quer analisar as audiências desde que o programa estreou nas manhãs da SIC.”

O programa das “Cartas” da SIC tornou-se no segundo programa com mais queixas dos telespectadores dos últimos anos na SIC.

“Acredito que o programa venha a sair da SIC assim que o contrato terminar ou até antes, se se chegar a acordo com  a produtora do programa. O Pedro está pelos cabelos com estas polémicas que mancham o nome da SIC junto do público”, conta a mesma fonte.

Se o formato vier mesmo  a chegar ao fim nas manhãs da SIC, parece haver já uma solução  que poderá passar por um concurso: “A solução poderá passar por um concurso no qual os telespectadores poderão participar através do telefone, ou a informação poderá voltar àquele horário. As manhãs da SIC vão levar uma reviravolta e já não demora muito”

Júlia Pinheiro defende a continuação do programas das Cartas na SIC

A apresentadora e directora da SIC está contra o suposto fim do programa das “Cartas” na SIC.

“A Júlia é completamente contra o fim do programa. É verdade que ela já culpou o programa da Maria Helena pelas fracas audiências doQueridas Manhãsmas, de imediato, corrigiu e elogiou o programa da taróloga, de quem é grande amiga” – remata a mesma fonte ao nosso site

 

 

Eduardo Cintra Torres arrasa RTP e Nuno Artur Silva

img_905x603$2016_03_11_13_38_35_519791.jpg

O crítico de televisão não deixou passar este assunto ao lado e que estão visível aos olhos de todos, embora ninguém tome medidas concretas sobre o assunto.

Ilegalidade Um administrador da RTP mantém-se dono de uma empresa que é dona do Canal Q. Prometeu vender a empresa mas não vendeu. Não pode contratar pessoas do Canal Q mas contrata. Esta ilegalidade está à vista de todos há mais de um ano. Mas parlamento, ERC, tribunais, Conselho Geral Independente da RTP fecham os olhos: todos são cúmplices da ilegalidade.” – escreveu Eduardo Cintra Torres.7

ng4940053

Nova Polémica na Cartas da SIC. Agora com Maria Helena Martins

14816575_7Dh5z.jpeg

Estação de Carnaxide remeteu eventuais esclarecimentos para a cartomante

Taróloga da SIC oferece-se para resolver problemas judiciais em directo

Depois de se ver obrigada a afastar uma taróloga que aconselhou uma vítima de violência doméstica a “mimar” o seu agressor, motivando protestos e queixas à Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) depois de as imagens serem postas a circular nas redes sociais, a SIC vê agora outra cartomante sua oferecer-se para resolver problemas judiciais em directo.

Você tem amigos que lhe andam a querer fazer a folha? Você, que tem um problema em tribunal, não se quer defender? Então vá, ligue pra mim”, desafiou, no programa da passada quinta-feira de manhã, a taróloga Maria Helena. Segundo a lei, quem, não sendo advogado nem solicitador, praticar actos próprios destas profissões pode ser punido com pena de prisão até um ano ou multado. É o chamado crime de procuradoria ilícita. Será este o caso?

A bastonária dos advogados, Elina Fraga, acha que não. Mas lamenta, mesmo assim, que um canal de televisão “se aproveite da vulnerabilidade das pessoas mais fracas ou desesperadas”.

Deitar as cartas não é um acto próprio de um advogado”, explica. “E essa senhora não vai poder representar ninguém em tribunal. Quando muito está a propalar um serviço, mas isso não é nada de novo: a bruxaria também promete resolver todos os problemas das pessoas. Outra coisa seria se ela encaminhasse os espectadores para um advogado: seria angariação ilícita de clientela.” Elina Fraga considera mesmo assim “deplorável” este tipo de promessas: “A resolução dos litígios em tribunal não se compadece com as cartas.

SIC não dá resposta

Agora até os tarólogos nos fazem concorrência!”, ironiza o Presidente do Conselho Regional de Lisboa da Ordem dos Advogados, António Jaime Martins. Também este responsável acha que não vale a pena desencadear nenhum procedimento judicial contra Maria Helena – a não ser que da sua performance venham a resultar consequências que o justifiquem, nomeadamente jurídicas. “Se se atrevesse a dar conselhos jurídicos, aí, sim, estaríamos perante o crime de procuradoria ilícita”. Mas António Jaime Martins não crê que isso possa vir a suceder. “Até isso se passar, estamos apenas perante patetice aguda”, observa.

Contactada pelo PÚBLICO, Carla Martins, uma porta-voz do grupo Impresa, a que pertence a estação televisiva, remeteu quaisquer esclarecimentos sobre o assunto para a cartomante, com quem o PÚBLICO não conseguiu falar.

 

In, Público