Última Hora: morreu ALF

alfep210c.png

O ator húngaro Mihaly Meszaros que dava corpo ao boneco Alf, protagonista da série cómica norte-americana dos anos 80 com o mesmo nome, morreu esta segunda-feira, nos EUA.

alf-crop.jpg

Mihaly Meszaros tinha 76 anos e nos últimos dias especulou-se muito acerca do seu estado de saúde. Chegou, inclusivamente, a circular a informação de que estava em coma.

Nascido em Budapeste, Meszaros media apenas 83 centímetros, característica que o atirou para os circos durante anos e anos.

Mas o ponto alto da sua carreira foi na série Alf, o simpático e peludo extraterrestre que invadiu a televisão entre 1986 e 1990, contando como transformou a vida de uma família comum.

ng7024471

Ao longo de quatro temporadas e mais de uma centena de episódios, Mihaly “Michu” Meszaros foi o talento oculto da comédia, ao vestir a pele do boneco, literalmente, nas cenas em que Alf aparecia de corpo inteiro

Atualmente a viver em Beverly Hills, na Califórnia, o ator gostava de fumar grandes charutos. Também ficou conhecida a sua amizade com a estrela pop Michael Jackson.

In, JN

alfyoutube1.jpg

Rui M. Pêgo, filho de Júlia Pinheiro, assume homossexualidade

vip-pt-16060-noticia-julia-pinheiro-entrevista-o-filho-com-video.jpg

O filho de Júlia Pinheiro decidiu desvendar a sua orientação sexual, depois de escrever um longo texto sobre o atentado em Orlando, numa discoteca gay, que vitimou 50 pessoas.

Este é o texto, na íntegra, que Rui Maria Pêgo decidiu escrever, sem tábus:

Há uns tempos um amigo perguntava-me: “o que é isso de ser figura pública? Já se qualificam como figuras públicas, as meninas apanhadas a fazer amor no Main?”

Dificilmente. Por mais que já se lhes conheça alguns ângulos mortos.

Conheço pessoas que dizem ser “figura pública por profissão”. Ou seja, existem, respiram, de forma… Pública. O seu trabalho é esse: oxigenar o sangue à frente dos outros.

Tudo bem. Cada um respira como quer. Menos aqueles que acabam mortos por não respirarem como é suposto.

E não estou aqui a fazer uma graça com asmáticos. Morreram 50 pessoas em Orlando – terra da Disney – que ousaram ser quem são dentro de um local que imaginavam seguro.

No fundo, respiravam. Lá na vida deles. Ligeiramente entrincheirados numa discoteca lá “deles”.

Para sempre “meio entrincheirados”.

Porque é sempre assim, não é? Morreram “aqueles”. Aqueles sírios. Aqueles turcos. Aquelas nigerianas raptadas e violadas pelo Boko Haram. Aqueles paneleiros que quiseram abanar-se ao som de Ariana Grande.

Não digo paneleiros para chocar. Digo-o porque as palavras têm vida; memória. Digo-o porque esses paneleiros são iguais a ti que estás a ler isto.

E são completamente iguais a mim; são pessoas.

Por circunstâncias escolhidas e herdadas, sou uma figura pública – por mais que o termo me faça rir.

Contudo, não desconto no IRS com croquetes e não apareço muitas vezes nas revistas que acabam esquecidas em salas de espera. Esse não é o meu trabalho.

O meu trabalho é público. Seja na televisão, ou na rádio, mas gosto de pensar que existe para promover discussão.

É por isso que escolho ter o desplante de falar disto às quase 60 mil pessoas que seguem esta página.

Coincide gostar de meninos. Mas gosto mais de que toda a gente possa ser o que quiser, onde quiser, de que forma quiser, sem esperar um balázio na testa.

Não me parece pedir muito.

E eles não pediram muito. Quiseram só estar à vontade.

Não quero pôr um # a trendar.

Quero só que penses como, ao fomentar o ódio, vamos todos parar ao mesmo forno.

É só uma questão de tempo.

Não rezes por Orlando. Trata só os outros com o respeito que gostarias que tivessem por ti.“, escreveu nas redes sociais.

Telespectadores fazem pedido a José Pedro Vasconcelos

12122793_883098911768065_7835688218742084006_n.jpg

Os telespectadores do programa das tardes úteis da RTP1 – o “Agora Nós” – decidiram fazer um pedido ao apresentador da estação pública.

José Pedro Vasconcelos é muito querido do público da RTP mas o facto de ter regressado de férias com barba fez com que muitos espectadores lhe fizessem um pedido: o de cortar a barba.

Estes são alguns dos comentários, sempre simpáticos, a maioria acompanhados, quase sempre, por smiles sorridentes, que se podem ler na página oficial do “Agora Nós“, sobre a barba do Zé Pedro:

  • o Zé não fica bem com barba”
  • Estive a semana passada fora e não vi as vossas tardes. Qual não é o meu espanto, o Zé Pedro está a deixar crescer a barba! A minha opinião, embora não conte muito,  porque o “dono da barba” e que manda, não fica tão bem… Beijinhos para os dois
  • A Tânia é linda o Zé não fica bem com barba beijinhos
  • “também acho Zé Pedro, a barba não o favorece .assim parece ter mais uns aninhos
  • “Zé Pedro fica mais giro sem barba mas isto é só uma opinião. Bjinhos para vocês são lindos.”
  • “Zé Pedro a barba faz-o mais velho bjs”
  • “Lindos tão sempre magníficos…. mas ao Zé Pedro corta a barba ficas mais bonito sem barba. Com barba tens um ar de cansadinho.beijinhos aos dois”
  • “As barbas é que lhe fazem o ar de cansaço mas estão lindos como sempre”
  • “Lindos Zé Pedro com barba fica mais velho beijinhos aos dois mesmo com a barba fica lindo”
  • “Desfaça essa barba Zé Pedro”
  • “Zé a barba não te fica la muito bem”
  • Boa tarde. A Tânia está linda e quanto ao Zé Pedro temos de fazer uma subscrição para comprar lâminas para ele cortar a barba”
  • “Zé Pedro não fica bem com barba.”
  • “Estão lindos mas o Zé Pedro a barba fica mal parece mais velho. Beijos.”
  • Lindos como sempre, só é pena o Zé Pedro não ter tempo para desfazer a barba! Parece mais velho
  • Dupla imparável! E o Zé Pedro, com barba ou sem ela, é o máximo. Bjs

13442406_769462316529128_4791261620319572307_n.jpg

Domingo Gordo para a RTP1. O canal mais visto no dia de ontem

phpThumb.php.jpg

A RTP1 venceu a SIC e a TVI nos totais diários reste domingo.

A RTP1 fechou o dia em primeiro lugar com 4,4% de rating e 19,9% de share, seguiu-se, em segundo lugar,  a TVI com 4,0% de rating e 18,4%. A SIC segurou o terceiro lugar e obteve 3,4% de rating e 15,8% de share. A RTP2 alcançou 0,5% de rating e 2,5& de share.

A RTP1 beneficiou com os Casamentos de Santo António que, da parte da manhã, registaram 5% de rating e 22,2% de share, enquanto da parte da tarde alcançou 3,8% de rating e 12,5%.

O jogo do Euro 2016 que teve início às 14h00, registou 8% de rating e 272% de share.

As Marchas Populares de Lisboa alcançaram 9% de rating e 24,6% de share, vencendo as telenovelas da SIC e da TVI.

A telenovela “Santa Bárbara” da TVI perdeu para as “Marchas” da RTP1. A novela registou o seu pior resultado, tendo alcançado 7,1% de rating e 23% de share.

Também a telenovela da SIC “Rainha das Flores” perdeu para a RTP1, registando 8,1% de rating e 17,3% cde share.