ELE HÁ COISAS RTP1 SIC TVI

“Ele Há Coisas” – O espaço de opinião da VOX POP TV

O espaço de opinião está de volta à nossa/vossa página de sempre: a VOX POP TV!

“Agora é Tarde”, por Rui M.

Após uma longa ausência da rubrica “Ele Há Coisas“, ela está de volta e muito haveria para escrever sobre um passado não muito longínquo dos nossos canais de TV. Mas não é sobre esse passado mais recente que irei escrever, até porque presentemente há pano para mangas e muito por onde escolher. Assim sendo, não vamos perder mais tempo e passemos à acção das palavras!

TVI – Televisão Independente

tvi

Foi preciso morrer Nicolau Breyner para a TVI se lembrar que tinha uma série guardada na gaveta desde o ano de 2011, intitulada “A Casa é Minha” e que tinha, só por acaso, o actor que agora partiu, como protagonista principal. O Nico  morreu, certamente, com mais este desgosto… e não teve a alegria de ver a sua sitcom ver a luz do dia no ecrã da TVI. Os responsáveis da TVI fazem jus aquele conhecido ditado popular que diz “Só se lembram de Santa Bárbara quando faz trovoada”, o que não deixa de ser irónico uma vez que “Santa Bárbara” é o nome de uma telenovela actualmente em exibição no canal. Embalada pela morte de Nicolau Breyner, a TVI não esperou tempo e depressa decidiu estrear a série já na próxima segunda-feira. Triste sina esta, a dos nossos artistas que para serem bons e recordados precisam, primeiro, morrer.

Finalmente o “Degredo” que é “A Quinta: o Desafio” vai chegar ao fim já este domingo. Aquela que diz ser a ficção da vida real há muito que perdeu essa vericidade. Hoje, sabe-se que os concorrentes são manipulados e “obrigados” a fazerem teatrinhos para que as audiências do reality show da TVI possam subir. O caso mais gritante é a concorrente Bernardina que tem sido a mais usada para “dar barracada” no programa, onde os palavrões são o seu ponto forte. Felizmente o fim deste telelixo está a um dia de acabar sem deixar saudades.

SIC – Sociedade Independente de Comunicação

thumb.php.jpg

Pelos lados da SIC reina a revolução feita pelo novo Presidente do Grupo Impresa, filho de Francisco Pinto Balsemão, que promete nada deixar como antes. A dança de cadeiras foi dura e o resultado foi a subida de uns e a descida de cargo para outros.

No entanto a revolução, para já, foi mais na área da informação, uma vez que no entretenimento nada ou pouco mudou. Mas acredito que a área de programas também irá sofrer uma razia muito em breve. A principal mudança, até agora, na área do entretenimento é em torno do programa de cantorias,”Portugal em Festa“, que tem os dias contados e no seu lugar voltam as tardes de cinema que outrora deram alegrias à estação de Carnaxide, no que diz respeito às audiências.

Quem também anda numa revolução interna é a apresentadora Júlia Pinheiro que disse, muito recentemente, numa entrevista, que tinha ido para a SIC para não ser líder de audiências … isto depois de ter dito meses antes que ia ser líder nas manhãs e acabar com a liderança do “Você na TV“, da TVI. O grave nisto tudo não é tanto a afirmação, mas sim o cargo que a apresentadora ocupa na SIC, o cargo de Directora de Formatação de Conteúdos. Ora se tem poder na área de programas, como pode proferir frases desta natureza?! Será assim tão difícil de assumir que continua a ser derrotada pelo programa da Cristina Ferreira e do Goucha, passados quase 6 anos da sua saída da TVI para a SIC?

RTP – Rádio e Televisão de Portugal

Na tarde de ontem, sexta-feira Santa, Daniel Deusdado (director de programas da RTP1) lembrou-se de exibir, pelas 16h40, o filme “Os Gatos Não Têm Vertigens“. Até aqui, nada contra, até porque, para mim, é um dos melhores filmes feitos em Portugal, por portugueses. O problema é a RTP1 exibir um filme onde, na maior parte da acção, há palavrões atrás de palavrões, e ser transmitido numa tarde que coincide com o período de férias das crianças onde o consumo de televisão aumenta. Entre as 16h40 e as 19h00, a RTP1 seguiu entre alhos e bugalhos. O filme nem aos 10% de share chegou, ficando-se pelos 3% de rating e 9,5% de share. Será por causa deste tipo de atitudes na programação  que a RTP1 “está outra”????!!!!

Enquanto Daniel Deusdado e Nuno Artur Silva não “mataram” a série “Bem-Vindos a Beirais” não descansaram. Primeiro anunciaram que não iam renovar a série e depois mudaram-lhe o horário para mais tarde, chegando a não ser exibida vários dias seguidos. Assim se dá cabo de uma série bem feita, simples e que os portugueses abraçaram de coração cheio. O último episódio nem sequer foi anunciado durante a emissão da RTP1 e registou, apenas, 3,9% de rating e 8,3% de share, tendo sido o décimo-nono programa mais visto do dia em Portugal.

Até para a semana,

Rui M.

Anúncios

0 comments on ““Ele Há Coisas” – O espaço de opinião da VOX POP TV

Deixa o teu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s