Digam “adeus” ao estúdio da RTP, inaugurado em 2004 (FotoGaleria)

O maior estúdio de informação da Europa e um dos maiores do mundo está desmontado e pertence à RTP!

Em 2004, a RTP apresentou aos portugueses um grande estúdio de informação, onde a tecnologia era rei. O estúdio surgiu na mudança de instalações da 5 de Outubro para a Marcheal Gomes da Costa.

Agora, passados mais de 10 anos desde a sua inauguração a nova administração decidiu alterar, por completo, o estúdio de informação, onde se fazem todos os programas de informação da RTP1, RTP3, RTP internacional.

Fotogaleria

12509633_965320763523084_8915893839430989337_n.jpg

12643009_965319723523188_3124084539174014071_n.jpg

12651068_965319933523167_8363775548465947442_n.jpg

12670240_965319603523200_7776338001735037891_n.jpg

12670592_965320200189807_8026999323382953666_n.jpg

12687826_965320363523124_402017216331596381_n.jpg

12688039_965320376856456_7480081134522288297_n.jpg

12688086_965319830189844_206988647036253239_n.jpg

12688250_965320883523072_4275455923211264696_n.jpg

phpThumb.php......jpg

phpThumb.php.jpg

thumbs-web-sapo-io.jpg

Com medo de greve, TVI aumenta ordenado a jornalistas

Conselho de Redação da TVI assumiu a posição de interlocutor nas negociações com a administração da Media Capital

TVI aumenta salários com medo de greves

 

Atualização salarial estendeu-se a todas as áreas da empresa.

A administração da TVI decidiu ceder às reivindicações da redação e vai proceder a atualizações salariais, apurou o CM.
O braço de ferro entre os profissionais de informação e a administração liderada por Rosa Cullell durava há meses mas chegou a um ponto crítico quando os trabalhadores avançaram com a possibilidade de um pré-aviso de greve.
A administração decidiu então proceder a aumentos e comprometeu-se a introduzir melhorias nas condições de trabalho. O CM sabe que as atualizações salariais estenderam-se a todas as áreas da empresa. Ainda assim, os aumentos – que fontes da redação disseram ao CM serem “miseráveis” para trabalhadores que “já ganham muito pouco” (muitos jornalistas e técnicos recebem menos de 800 euros/mês) – ficaram aquém do inicialmente exigido pelo conselho de redação que se constitui como interlocutor no processo.

“Consideramos que o acordo alcançado é, para já, um importante ponto de partida num processo negocial em curso com a TVI”, disseram ao Correio da Manhã os membros eleitos do conselho de redação, que pretendem que este momento seja um “virar de página na forma como a empresa se relaciona com os seus trabalhadores”. “Importa encontrar as melhores soluções para trabalhadores e empresa sem radicalismo e com ponderação”, afirmam. O descongelamento da progressão das carreiras e o pagamento de ajudas de custo também estão previstos. O gabinete de comunicação da TVI e o diretor de informação, Sérgio Figueiredo, optaram por não comentar este processo.

Por_ Duarte Faria, Jornalista CM
ng3038427.gif
card_sergio_figueiredo_tvi_050615.jpg
Na Foto: Sérgio Figueiredo – Director de Informação da TVI

Após 16 anos, chega ao fim o “Programa do Jô”

Um dos programas mais emblemáticos da TV brasileira prepara-se para dizer adeus. A Globo confirmou esta segunda-feira que a próxima temporada de Programa do Jô, o talk show de late night que transmite há já 16 anos, e que regressa ao pequeno ecrã em março, será a última.

Num comunicado enviado à imprensa, a Globo frisou que a decisão foi tomada em acordo com Jô Soares. Já o apresentador de 78 anos, adiantou: “Já estava combinado havia dois anos, desde que eu renovei contrato. Farei esta última temporada com muito carinho e prestando homenagens a alguns convidados”.

A imprensa brasileira avança que a Globo já prepara o substituto deste talk show (exibido entre nós na Globo Premium) com um novo programa, semelhante na sua forma e conteúdo, mas apresentado por Marcelo Adnet.

Resta agora saber se o veterano comunicador renova contrato com a Globo e se mantém nesta emissora mas com outro programa, ou se Jô Soares vai levar o Programa do Jô para a rival SBT, onde, de resto, apresentou um talk show semelhante, Jô Soares Onze e Meia, entre 1988 e 1999. “São 28 anos de programa de entrevista. Foi um belo caminho”, frisou o comunicador, adiantando: “Claro que não vou parar de trabalhar, mas ainda é muito cedo para saber o que vou fazer”.

IN, NTV