Júlio Isidro escreve texto ao Chef Silva que hoje partiu…

jjjjj

“QUERIDO CHEFE COM E.
A cozinha está agora vazia. No ar, apenas o perfume de milhões de iguarias que o meu amigo António Silva confeccionou ao longo da sua vida.´

De Termas de Caldelas para o mundo, foram muitos pratos lavados, alguns esturricados, outros acre-doces, porque a vida de quem vem de pobre e chega ao estatuto de homem realizado não foi fácil.

O cozinheiro mais português de Portugal, gostava de mim como se eu fosse um sobrinho. Sabia que eu não desconfio como fazer um ovo mexido ou estrelado mas estragava-me com petiscos.
Nunca deixou de dizer em entrevistas que nos 14 anos em que esteve afastado da televisão (?) enquanto o coziam em lume brando, foi meu convidado em todos os meus programas. Tambem na rádio lhe proporcionei uma rubrica semanal de culinária, para que o forno do seu talento não se apagasse.

Eu, o António Antonio Barra Martins, a Margarida Mercês de Mello, o Carlos Ribeiro e tantos convidados do meio artístico, comíamos uma vez por semana a Tele- Culinária do chefe!
Acabada a sessão fotográfica, sentávamo-nos à mesa do estúdio e lá íamos deglutindo entre boas piadas tudo o que o chefe tinha feito para figurar nas páginas da revista, Tele-Culinária um verdadeiro fenómeno de vendas.

Várias vezes por ano íamos a sua casa à Póvoa da Galega e aí quem mandava era querida Dona Graça. Foi das mãos dela que comi os melhores pastelinhos de bacalhau do mundo e saladas de fazer chorar. E os doces?

Também fui apresentador de alguns dos seus livros, o que temperou ainda mais a nossa amizade.
E agora querido António Silva, eu, o seu pior aluno, o seu fracasso como professor de cozinha, o seu amigo que lhe ouvia a voz já débil ao telefone ” Olá Júlio…Só para saber como está? E as meninas?” estou orfão de chefe com E.

Juntou-se à Dona Graça. que foi o seu braço direito, o seu amor, a mãe dos seus filhos. Já estou a ver os dois entre tachos panelas a confeccionarem um bacalhau espiritual entre outras coisas boas de comer porque um dia destes o banquete com os vossos amigos, vai ser um caso falado…no Céu.

Não se esqueça dos papos de anjo….”

Este foi o texto emocionante do apresentador da RTP.

Última Hora: morreu o Chef Silva

facFaleceu o Chefe Silva, um dos mais conceituados chefes da cozinha tradicional portuguesa. António da Silva, mais conhecido por Chefe Silva, faleceu esta manhã aos 81 anos.

Reconhecido chefe de cozinha e empresário português, Chefe Silva nasceu em Caldelas, Amares, a 29 de Março de 1934.

Aos 18 anos mudou-se para Lisboa onde começou a trabalhar na área da hotelaria.
Com 24 anos, viajou até Lourenço Marques, onde se tornou chefe de cozinha de vários hotéis.

Voltou a Lisboa, trabalhou no Hotel Avenida Palace e deu aulas na Obra das Mães e no Instituto Culinária Margarina Vaqueiro.

Após ter terminado o curso na Escola de Hotelaria de Lisboa com distinção, foi chefe do Grill do Hotel Altis e depois diretor de Produção da Eurest Portugal.

Mais tarde inaugurou o restaurante Super Chefe, em Lisboa.

Fundador da revista Teleculinária, apresentou durante anos diversos espaços de culinária na RTP.

Autor de diversos livros de culinária, a agraciado com vários prémios e medalhas, foi membro honorário de várias confrarias gastronómicas nacionais e internacionais.

Foi também fundador e presidente da Associação de Cozinheiros e Pasteleiros de Portugal e membro honorário da Academia do Bacalhau em Nova Jérsia.

O corpo vai ser transportado de Lisboa para Caldelas, em Amares.

A cerimonia fúnebre esta agendada para as 17h30, de quinta-feira, na Igreja paroquial de Santiago de Caldelas.

Miguel Soares – Antena 1

Marques Mendes “substitui” Marcelo Rebelo de Sousa

oooooo

Com a saída de Marcelo Rebelo de Sousa das noites de domingo na TVI, Sérgio Figueiredo, director de informação da TVI, ficou com um lugar vago para preencher urgentemente, já que o Professor decidiu sair para concorrer a Presidente da República.

Aproveitando esta saída de peso na TVI, a SIC decidiu colocar Marques Mendes no mesmo horário em que o professor Marcelo Rebelo de Sousa falava na TVI, numa estratégia para subir as audiências do canal.